RSS

Arquivo de etiquetas: Hotel

Veneza: como é se hospedar em Mestre

Quando estivemos em Veneza pela primeira vez, ainda não tínhamos filho e nos hospedamos dentro da cidade em uma pousada bem bacana, mas que infelizmente não existe mais. A experiência foi muito agradável e gostamos bastante da experiência de poder sair a pé e sentir o clima da cidade pela noite. O lado negativo foi ter que carregar nossas malas pelas vielas, escadas e pontes de Veneza desde a estação de trem de Santa Lucia.

No entanto, em virtude da alta do euro e da necessidade de conseguirmos um quarto quádruplo, que em cidade pequenas e antigas como Veneza é bem mais complicado, dessa vez optamos por nos hospedar em Mestre, que é a parte continental da cidade. Obviamente que não tem o mesmo charme de ficar na parte nobre de Veneza, já que Mestre é bem comum e sem graça, mas gostamos bastante do hotel e do custo-benefício, além da logística ser bem mais fácil. Chegar a Veneza também foi bem tranquilo, portanto considero que foi a melhor opção para o nosso caso.

Ficamos hospedados no Hotel Aaron, que fica bem no centro e não muito longe da estação de trem de Mestre. Fomos de táxi a partir do aeroporto até a porta do hotel, uma vantagem para quem está com crianças e/ou idosos, já que os hotéis de Veneza costumam ser bem complicados de chegar. As acomodações são bem modernas e confortáveis e o quarto quádruplo era muito bom, apesar de um pouco apertado. O atendimento também foi muito simpático e nos passaram bastantes informações.

Veneza_Mestre_Hotel_Aaron

Veneza_Mestre_Hotel_Aaron

Veneza_Mestre_Hotel_Aaron

A localização do hotel também é muito boa, pois fica a apenas 500 metros da estação de trem e ao lado da Via Piave, uma das vias principais com muito comércio. Além disso, na própria Via Piave passam alguns ônibus que te levam até Veneza e o ponto ficava a apenas uma quadra do hotel, portanto bem prático. Basta comprar um bilhete de ida e volta na tabacaria e em torno de 20 minutos o ônibus te deixa na Piazzale Roma, uma praça ao lado da estação de Santa Lucia e de onde é possível caminhar até as principais atrações de Veneza, ou se preferir, pegar um vaporetto (barco coletivo com vários pontos fixos) ou táxi aquático até qualquer ponto da cidade. Existem várias linhas realizando o trajeto, portanto o ideal é se informar no hotel. Também é possível pegar um trem até Veneza, mas era mais caro e tínhamos que andar mais. Achamos bem tranquilo e prático chegar a Veneza de ônibus. Para saber como chegar e sair de Veneza e também as melhores alternativas para se deslocar pela cidade, veja esse post completíssimo do Viaje na Viagem.

A noite Mestre é realmente bem caída e não tem muita vida, mas mesmo assim conseguimos jantar em um bom restaurante indicado pelo hotel: Ristorante da Bepi Venesian. Clima bem familiar e o próprio dono gerencia tudo. Comida estava gostosa e era bem farta. Experimentamos só as massas, mas o local também é especializado em peixes, que estavam bem bonitos também.

Veneza_Mestre_Ristorante_da_Bepi

Veneza_Mestre_Ristorante_da_Bepi

Veneza_Mestre_Ristorante_da_Bepi

Veneza_Mestre_Ristorante_da_Bepi

Nos próximos posts vou contar sobre algumas atrações de Veneza e outras cidades do norte da Itália. Aguardem!



Acompanhe e curta também o Wazari no Facebook

Leia também:

Todos os posts da Itália

 
5 Comentários

Publicado por em Agosto 5, 2015 em Itália, Veneza

 

Etiquetas: , , , ,

Granada: onde se hospedar e comer

No próximo destino na Andaluzia foi a histórica cidade de Granada, onde fica Alhambra, um das atrações mais conhecidas de toda a Espanha e que é considerada uma das grandes maravilhas do mundo. Vou falar melhor sobre Alhambra em um post específico mais para frente. Agora vou focar em dicas práticas sobre onde se hospedar e comer em Granada.

O centro turístico e histórico de Granada não é muito grande e dá para se conhecido tranquilamente a pé, portanto qualquer hotel nessa redondeza está bem localizado. Nós optamos pelo excelente Hotel Vincci Albayzín, um 4 estrelas localizado na Carrera de La Virgen, que é uma comercial muito bonita com uma calçada de pedestres no centro. Achamos a localização ótima, pois ficava próxima de todas as atrações e ainda tinha um comércio vizinho muito bom, com destaque especial para El Corte Inglês.

Granada_Hotel_Vincci

Granada_Carrera_de_la_Virgen

O hotel é muito bonito e requintado e realmente nos surpreendemos pela qualidade das instalações em virtude do preço barato que conseguimos. O salão do café da manhã é lindo, apesar de nossa diária não incluir essa refeição, e ainda existe um bom bar de tapas dentro do próprio hotel, que é uma excelente opção para quem deseja comer bem nos dias mais cansativos, quando você não quer andar muito para comer. Também experimentamos pedir comida no quarto para as crianças em um dos dias e estava muito bom! O atendimento de toda a equipe sempre foi muito cordial e prestativo.

Granada_Hotel_Vincci_Salao

Granada_Hotel_Vincci_Salao_2

Granada_Hotel_Vincci

Granada_Hotel_Vincci_Tapas

Granada_Hotel_Vincci_Tapas_1

Os quartos eram bem luxuosos e confortáveis e foi sem dúvida nossa melhor hospedagem da viagem. Para quem chega de carro, como foi o nosso caso, existem vagas exclusivas para desembarque na frente do hotel e manobristas que guardam seu carro em uma garagem do próprio hotel por um custo diário. O Wifi também é gratuito e funciona muito bem. Gostamos bastante!

Granada_Hotel_Vincci_Quarto

Granada_Hotel_Vincci_Quarto

Granada_Hotel_Vincci_Banheiro

Além do próprio bar do hotel que mencionei acima, experimentamos outros restaurantes na cidade, com boas e más experiências. A primeira foi a pior. Fomos ao Restaurante Carmela, bem avaliado no Tripadvidor e cujo ambiente era bem agradável. A entrada até que estava boa e os pratos são muito fotogênicos, portanto a expectativa era a melhor possível. No entanto o atendimento era horroroso e foi só experimentar a comida para nossa decepção aumentar. Todos os pratos, sem exceção, tinham um gosto doce muito sem graça, independente se eram carnes ou massas. Olha, eu adoro doce e sou fã de comidas que misturam salgado com doce, mas essa comida era simplesmente intragável. Achei que fosse só o meu prato e tinha dado azar na escolha, mas todos os pratos da mesa seguiam a mesma linha e ninguém conseguiu comer direito. Pagamos caro e saímos com fome, portanto não recomendo!

Bem, o bom é que tivemos outras boas experiências na cidade para apagar essa mal impressão. O melhor foi sem dúvida o Mesón el Trillo (Calle Algibe de Trillo, 3), um excelente restaurante gourmet no histórico bairro de Albaicín. Ele fica escondido em uma das ruazinhas do bairro e tem uma parte externa e outra interna, ou seja, o ambiente é muito agradável e gostoso, principalmente em dias ensolarados.

Granada_Restaurante_Meson_El_Trillo

O atendimento também é excepcional e fomos servidos pessoalmente por um dos donos que era muito atencioso e nos deu várias dicas interessantes. Para quem viaja com crianças esses restaurantes gourmet são sempre mais complicados, mas o dono nos deixou pedir o que quiséssemos para os pequenos, mesmo não estando no cardápio. Comida maravilhosa e muito saborosa, com destaque especial para o petit gateau de chocolate com sorvete de amora de sobremesa, que estava simplesmente sensacional!

Granada_Restaurante_Meson_El_Trillo

Granada_Restaurante_Meson_El_Trillo

Granada_Restaurante_Meson_El_Trillo

Granada_Restaurante_Meson_El_Trillo

Granada_Restaurante_Meson_El_Trillo

Granada_Restaurante_Meson_El_Trillo

Outro bom restaurante que experimentamos foi La Botillería (Calle Varela, 10), que fica no centro da cidade. As comidas não eram nada de excepcionais, mas estavam boas. Você pode optar pelos várias opções de tapas ou pratos tradicionais, portanto agrada a todos os gostos.

Granada_Restaurante_La_Botilleria

Granada_Restaurante_La_Botilleria

Granada_Restaurante_La_Botilleria

Granada_Restaurante_La_Botilleria

Acompanhe e curta também o Wazari no Facebook

Leia também:

Granada: a espetacular Alhambra
Granada: o que visitar além da Alhambra
Sevilha: onde ficar e como se deslocar
Sevilha: um passeio pela cidade – parte 1
Sevilha: um passeio pela cidade – parte 2
Sevilha: onde comer
Córdoba
Ronda: uma linda cidade dos Pueblos Blancos

 
8 Comentários

Publicado por em Abril 29, 2015 em Espanha, Granada

 

Etiquetas: , , , ,

Sevilha: onde ficar e como se deslocar

Durante nossa última viagem fomos visitar o sul da Espanha e Sevilha foi nossa primeira parada. A cidade é linda e muito agitada, mas vamos falar mais disso nos próximos posts. Por enquanto vou passar algumas informações práticas para quem planeja visitar a cidade.

Sevilha Praca Espana

Transporte

Se você chega o sai via o aeroporto da cidade, o táxi até o centro tem tarifa fixa atualmente de 22 euros mais o extra pela bagagem. Como o aeroporto não é muito longe, não achei barato, mas vale a pane para quem viaja com crianças ou com muitos volumes, já que o centro histórico tem transporte público limitado.

Caso você seu transporte seja o trem, um táxi até a estação Santa Justa custa somente 7 euros a partir do centro, portanto é uma ótima opção, principalmente para quem não está sozinho. Além disso, procurei e não encontrei nenhuma linha de ônibus ou tram que me levasse do centro diretamente até a estação sem uma baldeação. O trajeto de táxi é bem rápido e demoramos em torno de 10 minutos.

Para quem deseja alugar carro, na estação Santa Justa estão as principais locadoras e existe um estacionamento exclusivo para elas junto ao terminal, portanto é bem prático. Nós alugamos um no último dia para sair da cidade em direção a Ronda e Granada e foi bem tranquilo. Você mesmo pega o carro no estacionamento na vaga informada e basta seguir as instruções do GPS para sair da cidade, o que achei bem tranquilo e com pouco trânsito. Rapidamente chegamos à avenida que circunda a cidade e dá acesso as principais rodovias.

Sevilha_centro_tram

Para o deslocamento interno na cidade, o melhor transporte é sem dúvida a sola do seu sapato! 🙂 É que o centro é pequeno se comparado com outras grandes cidades e dá para conhecer todas as principais atrações a pé. Caso você esteja com crianças, pessoas com problema de locomoção, ou simplesmente cansado de andar, existe também o Tram 1 cuja rota passa bem perto de quase todas as atrações.

Hospedagem

Em minha opinião as melhores regiões para se hospedar são o Centro ou o famoso bairro de Santa Cruz. Essas regiões são bem tranquilas e com várias ruazinhas de pedestre bem bonitas e agradáveis. Além disso, ficam próximas de todas as principais atrações e contam com muitas opções de restaurantes, lojas e supermercados. Ficando em outras regiões você terá que andar bem mais e não sentirá tanto o clima gostoso e agito dessas regiões.

Existem vários hotéis no Centro e Santa Cruz, mas como viajávamos em grupo, encontramos hospedagens bem mais baratas no AirBnB. Vimos muitos apartamentos bacanas e optamos por um de 3 quartos na Calle Jimios bem ao lado da Catedral e no coração do Centro. Posso dizer que acertamos na mosca, pois melhor localização é impossível! O apartamento ficava no primeiro andar de um prédio antigo e não tinha elevador, muito comum na Europa, portanto tivemos que subir as malas pela escada mesmo. Esse foi o único ponto negativo, pois o apartamento era fantástico! A proprietária Isa, muito simpática, tem vários apartamentos na cidade e nos recebeu muito bem, com mapa e várias dicas.

Sevilha apartamento

O apartamento é composto por 3 quartos, 2 banheiros, cozinha e sala de estar com mesa e sofá cama, portanto cabem 8 pessoas ao todo. Todos os cômodos muito bem conservados, decorados e extremamente aconchegantes. Adoramos o apartamento e a oportunidade de se hospedar na cidade como se fosse um morador! Além disso, a cozinha é sempre prática para quem deseja economizar e fazer algumas refeições no próprio apartamento. Gostamos bastante da experiência e recomendo.

Sevilha apartamento

Sevilha apartamento

Sevilha apartamento

Sevilha apartamento

Sevilha apartamento


Acompanhe e curta também o Wazari no Facebook



Leia também:

Madri: Informações Práticas
Uma volta por Madri
Madri: onde comer
Atlético de Madrid: como é assistir a um jogo
Barcelona: atrações
Barcelona: as belas atrações de Antoni Gaudí
Barcelona: bairro gótico e outras atrações
Barcelona: onde se hospedar
Barcelona: onde comer
Toledo
Segóvia
Salamanca

 
3 Comentários

Publicado por em Fevereiro 9, 2015 em Espanha, Sevilha

 

Etiquetas: , , ,