RSS

Bariloche: Cerro Catedral

19 Ago

Depois de ter conhecido o Cerro Otto e Cerro Campanário, chegou finalmente o momento de visitar o Cerro Catedral, que é a estação de esqui oficial da cidade e o principal destino de todos os turistas e muitos locais durante o inverno. Como já mencionei nos primeiros posts, nossa viagem a Bariloche foi em junho, portanto antes do início da temporada de inverno na cidade. Por esse motivo, apesar de já ter muita neve na montanha, a estação não estava oficialmente aberta. Apesar desse fato, o passeio até o Cerro é interessante, não só para conhecer sua estrutura e imaginar como fica durante a temporada, mas também para subir no único teleférico disponível e ver o visual lá de cima. Se você quiser saber o calendário de Cerro Catedral, assim como preços, horários, serviços disponíveis e diversas outras informações importantes, consulte o site oficial nesse link. São ao todo mais de 50 pistas de diversos níveis de dificuldade, portanto independente do seu nível, sempre haverá uma opção adequada.

Cerro Catedral Clique na imagem para ampliar

Como sempre em Bariloche, o primeiro passo é decidir como chegar ao destino. Todas as agências vendem passeios e qualquer táxi ou remis pode te levar até o Cerro Catedral, mas sem dúvida nenhuma a melhor opção custo-benefício é o ônibus municipal da companhia 3 de Mayo. Eles oferecem um ônibus exclusivo que leva até o Cerro Catedral e faz várias paradas no centro e algumas na Avenida Bustillo. Especificamente no centro, ele percorre toda a Avenida Moreno, que é paralela a Mitre, portanto ideal para quem está hospedado na região. No nosso caso, pegamos no ponto na Moreno entre Palacios e Beschedt. Você pode consultar todos os horários e paradas no site oficial da companhia ou de Bariloche nesses links: horários, trajeto e horários e paradas. A tarifa é somente 10 pesos por pessoa e você pode pagar diretamente ao motorista, não necessitando de um cartão recarregável, o que facilita o processo mas deixa o embarque um pouco mais lento. Mesmo com todas as paradas, levamos em torno de 30 minutos para chegar ao Cerro.

Cerro Catedral

Na base da montanha fica toda a estrutura da estação, com diversos serviços, lojas e restaurantes. A neve nesse ponto estava rala também, ao contrário do que veremos mais adiante no topo da montanha. Infelizmente estava tudo meio as moscas por conta das atividades não terem iniciado, mas como a estação iria abrir em menos de 1 semana, já tinha algumas opções abertas. Por esse motivo tivemos que imaginar como deve ficar cheio essa região e como deve ser o burburinho na alta temporada. Uma dica importante é se você viaja com crianças, ou simplesmente tem vontade de fazer um esquibunda leve, o ideal é comprar uma prancha nas lojas antes de subir, pois no alto eles não vendem e você não vai ter como curtir.

Cerro Catedral Base

Cerro Catedral Base

Cerro Catedral Base

Cerro Catedral Base

Em seguida partimos para a principal atração do Cerro Catedral para quem não pretende esquiar, ou está visitando-o durante a baixa temporada, que é o teleférico fechado que te leva até ao topo da montanha onde fica o Refugio Lynch, também conhecido como Cable Carril, portanto é só seguir as placas para chegar lá. Em junho de 2014 o preço era de 140 pesos para adultos e 95 para crianças. O lado negativo desse teleférico é que só cabem um pouco mais de 20 pessoas e só existem dois, um subindo e outro descendo, portanto dependendo da quantidade de turistas a espera pode ser grande. Nós tivemos que esperar mais de 1 hora, mas outros turistas comentaram com a gente que chegaram a esperar mais de 2 horas, portanto o ideal é comprar o ingresso logo para garantir o lugar. Levamos em torno de 15 minutos para chegar lá em cima e o visual da subida é bem bacana! Quanto mais alto, mais neve víamos.

Cerro_Catedral_Cable_Carril

Cerro_Catedral_Cable_Carril

Na verdade a subida até o Refugio Lynch acontece em duas etapas. A primeira, feita no teleférico fechado, você chega até uma estrutura com bar fechado e várias mesas ao ar livre para contemplar o visual. Nesse ponto já tem muita neve e as crianças se divertem bastante fazendo esquibunda, caso você tenha comprado a prancha na base como eu mencionei, ou então simplesmente fazendo guerra de neve. Também é possível tirar fotos com bonecos de neve, mas é pago a parte para o fotógrafo.

Cerro Catedral

Cerro Catedral

Cerro Catedral

Cerro Catedral

Para chegar ao Refugio Lynch efetivamente é necessário tomar um outro meio de elevação de cadeirinha, que são os mais comuns em estações de esqui. Esse trecho não é muito grande, mas essa subida adicional faz toda diferença na paisagem. É que ao contrário da parada anterior, aqui você está no ponto mais alto, portanto não tem nada que obstrua sua visão. É possível ver bem longe e a paisagem com toda aquela neve e lagos é sensacional!!!

Refugio Lynch

Refugio Lynch

Refugio Lynch

Refugio Lynch

Refugio Lynch

São vários pontos de observação, portanto o ideal é ir percorrendo devagar todos. Recomendo só tomar cuidado ao caminhar nesse pedaço, pois escorrega bastante e todo cuidado é pouco. Na parte da frente tem uma pedra com uma bandeira da Argentina fincada bem bonita, que dá um toque especial a paisagem!

Refugio Lynch

Refugio Lynch

Refugio Lynch

Refugio Lynch

Quando estiver cansado, é possível parar um pouco dentro do bar do Refugio Lynch e tomar uma bebida para esquentar e relaxar. Acabei não entrando e voltando logo para a primeira parada, pois era mais divertido para brincar e também tinha opções de comida e bebida.

Refugio Lynch

Refugio Lynch

Ao final do passeio voltamos para a base da estação e tomamos o ônibus de volta ao centro. O ponto para voltar fica no mesmo local onde você desembarcou, portanto é bem fácil encontrar. Apesar de a estação ainda não estar aberta oficialmente, gostamos bastante do passeio pelo visual do Refugio Lynch e a possibilidade de brincar um pouco na neve. Para visitar o Cerro Catedral, ao contrário dos passeios anteriores, caso você não tenha, recomendo o aluguel de roupa de neve (caso seja inverno, é claro!). Além de ficar mais tranquilo para curtir a neve, em alguns locais é bem escorregadio e seu pé afunda na neve, por isso uma boa bota impermeável é essencial, além da roupa para se proteger do frio, que pode ser bem pesado lá no alto.

Ainda fizemos outros passeios e vou contar em breve nos próximos posts.

Acompanhe e curta também o Wazari no Facebook

Leia também:

Bariloche: onde se hospedar
Bariloche: um passeio pelo Centro
Bariloche: Cerro Otto
Bariloche: Circuito Chico e Cerro Campanário
O que fazer em Buenos Aires – Centro
O que fazer em Buenos Aires – Outras regiões
Buenos Aires: Um show de tango
Buenos Aires: Onde comer
Buenos Aires com crianças

Anúncios
 
14 Comentários

Publicado por em Agosto 19, 2014 em Argentina, Bariloche

 

Etiquetas: ,

14 responses to “Bariloche: Cerro Catedral

  1. Claudia Cosentino

    Agosto 19, 2014 at 8:45 pm

    Oba!!!! Mais dicas preciosas antes da minha viagem!! Valeu!! : )

     
  2. Lúcia Klem

    Agosto 21, 2014 at 9:09 am

    Nunca mais eu tinha comentado por aqui, mas leio todos os posts (recebo no meu email;) )
    Tenho umas perguntinhas: Vocês já tinham roupa para neve ou alugaram? Qual o melhor tipo de calçado para usar na neve?
    Abraços 🙂

     
    • Alessandro Ayres

      Agosto 21, 2014 at 12:39 pm

      Oi Lúcia,

      Nós alugamos e existem várias lojas. Não vá só pelo preço, pois a qualidade da roupa influencia bastante na hora de enfrentar a neve de verdade. O melhor calçado é a bota e ela já vem junto no aluguel, assim como a luva. Eles te fornecem calça, casaco, bota e luva, ou então um macacão no lugar da calça e casaco.

      Abraços!

       
  3. Igor

    Agosto 22, 2014 at 4:29 pm

    Alessandro, inicialmente que te dizer que seu blog é muito didático, de fácil leitura e informações muito relevantes para quem viaja e sempre acompanho os novos posts. Por isso, te pergunto: o ingresso para o bondinho para o refugio lynch pode ser comprado pela internet ou só lá no catedral mesmo?

     
    • Alessandro Ayres

      Agosto 22, 2014 at 4:40 pm

      Oi Igor,

      Obrigado por acompanhar o blog! Eu comprei lá mesmo e praticamente não peguei fila, mas ainda não era alta temporada. Não encontrei onde comprar pela internet, mas pela forma como funciona o processo por lá, não deve vender mesmo, pois junto com o bilhete você ganha uma senha para a fila de embarque, o que só pode ser fornecido na hora.

      Abraços!

       
  4. Tathiana Crivano

    Maio 22, 2015 at 9:39 am

    Oi Alessandro, não entendi bem a dica de comprar uma prancha de esquibunda nas lojas antes de subir. Isso é necessário só para o Cerro Catedral? Entendi que para o Piedras Blancas a prancha e alugada lá mesmo. A indicação é comprar na base do Cerro Catedral ou na cidade? Obrigada

     
    • Alessandro Ayres

      Maio 22, 2015 at 10:46 am

      Oi Tathiana,

      Em Piedras Blancas não precisa comprar nada mesmo, pois o aluguel da prancha já faz parte do preço e você tem o direito a descer até 6 vezes a montanha. No Cerro Catedral é que eu esperava que tivesse algo semelhante lá em cima, mas quando cheguei só tinha o bar e nada para alugar. Quem tinha comprado ou alugado aquela prancha mais simples lá embaixo, na base da estação, conseguia curtir um pouco os pequenas declives, mas quem não tinha ficava só olhando e tirando foto. Quando eu fui a estação não estava oficialmente aberta ainda, portanto pode ser que mude um pouco na alta estação, mas mesmo assim acho que você tem que alugar antes de subir. Eu comprei na base do Cerro Catedral, mas no centro também tinha.

      Abraços!

       
  5. silvia

    Fevereiro 17, 2017 at 5:45 pm

    Oi, Alessandro
    Já segui tuas dicas em Orlando, agora te encontro em Bariloche também…
    Essas cadeirinhas para ir até o topo levam quantas pessoas? Não vi nada de cinto de segurança nas fotos, vou com dois guris medonhos de 6 e 10 anos, isso é seguro?????
    Outra coisa, eu vou bem no invernão, primeira semana de agosto, será que o ônibus vai funcionar também? Ele é quentinho? Deve ser né? a gente já sai de Bariloche com essas roupas ou veste lá na estação? Não faço idéia de como funciona isso… Nas fotos vi que são umas botas grandonas, tipo aqueles patins roller, só que maiores… como se anda de ônibus vestido de esquimó???
    Obrigada,
    Silvia Cassini

     
    • Alessandro Ayres

      Fevereiro 20, 2017 at 11:39 am

      Oi Silvia,

      Realmente parecemos esquimós!! 😀
      Você já deve ir vestido com essas roupas mesmo e dá para andar tranquilo. Procure só alugar roupas boas, pois tem muita loja baratinha que aluga roupas mais ou menos. Acredito que o ônibus funcione normalmente no inverno sim e você não deve ter problemas.
      Quanto as cadeirinhas, sempre tem um ferro que baixa na frente após nos sentarmos para proteger, portanto é seguro sim. Tem cadeiras para 2 pessoas e outras para 4, dependendo do trajeto. Só recomendo que as 2 crianças não andem sozinho, ou seja, devem estar sempre acompanhadas de um adulto para evitar problemas, ainda mais se forem medonhos!! 😀

      Abraços!

       
      • silvia

        Fevereiro 20, 2017 at 6:21 pm

        Muito obrigada, Alessandro
        Só deixa eu perguntar mais duas coisinhas… Tu sabes como está a função das luvas depois da gripe A? Seria melhor eu comprar as luvas aqui (ou até em site estrangeiro, que dá tempo?) ou pegar no pacote do traje de inverno?
        E as botas, mesmo se a gente não esquia, são aquelas duronas mesmo?
        Abraço,,

         
      • Alessandro Ayres

        Fevereiro 20, 2017 at 7:00 pm

        Oi Silvia,

        Independente da gripe A, eu sugiro vocês comprarem uma luva, pois vocês podem usar em outras viagens para locais frios. Não é muito caro e sugiro comprar lá mesmo, pois era mais barato do que no Brasil. A bota dura é só para esquiar e é alugada junto com o ski. Fique tranquila que a bota que vem com a roupa é maleável e impermeável para você poder caminhar na neve e não se molhar. É confortável.

        Abraços!

         
  6. Luis Felipe Akil

    Junho 9, 2017 at 7:43 pm

    Olá Alessandro. Ótimo post, como sempre. Vc usou serviço de Remis em Bariloche? Conhece algum que possa indicar?

     
    • Alessandro Ayres

      Junho 10, 2017 at 4:25 pm

      Oi Luis,

      Eu usei sim do aeroporto para cidade e na volta também. Para os passeios eu contratei uma agência de turismo para os mais longes, aluguei carro para Villa la Angostura e fui de ônibus para o Cerro Cathedral e Cerro Otto.

      Abraços!

       

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: