RSS

O que fazer em Buenos Aires – Outras regiões

08 Nov

Continuando nosso tour por Buenos Aires, vamos agora visitar as regiões ao sul e norte do centro.

Ao sul se encontra o tradicional bairro La Boca, que é a região mais pobre, mas uma das mais visitadas pelos turistas. Lá se encontram 2 das grandes atrações turísticas da cidade. A primeira é o estádio do Boca Juniors, time tradicional e muito popular devido ao seu maior ídolo e torcedor: o Maradona. O estádio é conhecido como o “La Bombonera”, por ser bem pequeno e as arquibancadas verticais, lembrando uma caixa de bombons. Para quem gosta de futebol, acho a visita imperdível, pois apesar de não ser tão bonito esteticamente, conta pelo lado histórico. Além disso, você ainda passa pelo museu do Boca, que não é grande, mas está bem organizado e bonito. Uma curiosidade é que reza a lenda que o time do Boca perdeu o direito de usar as suas cores em um jogo contra outro time local e ficou decidido que eles usariam as cores da bandeira do primeiro barco que ancorasse no dia seguinte no porto. Como o barco era da Suécia eles adotaram o azul e amarelo da bandeira desse país. Hoje são tão fanáticos por suas cores que até a coca-cola, patrocinadora do clube, teve que pintar o seu logo em preto e branco no estádio, já que o vermelho e branco tradicional representa as cores do maior rival: o River Plate.

Buenos Aires Boca Juniors Bombonera

Rua do estádio do Boca Junior

Buenos Aires Boca Juniors Bombonera

Estádio La Bombonera

Buenos Aires Boca Juniors Bombonera

Brasileiros subindo na grade do La Bombonera (se perguntar se sou eu, eu nego!!)

Buenos Aires Museu do Boca Juniors Bombonera

Museu do Boca Juniors

Buenos Aires Museu Boca Juniors Bombonera

Museu do Boca Juniors


A outra atração é o Caminito, que consiste em antigas casas de madeira coloridas, formando um cenário bastante curioso e fotogênico. Por ser uma região de porto e pobre, as casas eram pintadas com as tintas que sobravam da pintura dos barcos, independente da cor. Assim foi surgindo um festival colorido que hoje virou ponto turístico. O bairro tem agora muitas lojas e nos últimos anos eles construíram vários restaurantes e bares na região, dando um ar bem mais agradável. Achei bacana o clima dos restaurantes com mesas na rua e casais dançando tango, apesar de bastante turístico.

Buenos Aires caminito

Buenos Aires caminito

Buenos Aires caminito

Buenos Aires caminito

Buenos Aires caminito bar

Bar de Blues no El Caminito


Bem ali perto se encontra o bairro de San Telmo, muito famoso pelas suas lojas de antiguidade e pela feira que acontece todo os domingos, que acabam lotando as ruas do bairro. Eu não curto muito antiguidades, mas se você gosta, esse é o local!

Buenos Aires San Telmo

Buenos Aires San Telmo

Seguindo pela região norte você se depara com o bairro da Recoleta, muito famoso pela sua badalação. É um bairro bem agradável para se caminhar e curtir e sua vida noturna, que é bem agitada, com vários bares e danceterias. O cemitério também é um passeio turístico famoso, já que lá se encontra o túmulo da Evita Perón, que é considerada uma heroína na história do país. Além desse atrativo, o cemitério é bastante limpo e bonito, com vários monumentos interessantes. Eu particularmente não gosto de visitar cemitérios, mas gostei desse! Para quem gosta de artesanato, tem também uma feirinha bem em frente ao cemitério nos finais de semana.

Cemitério da Recoleta

Cemitério da Recoleta

Buenos Aires Recoleta

Buenos Aires Recoleta

Buenos Aires Recoleta

Buenos Aires RecoletaBuenos Aires Recoleta

Seguindo na direção de Palermo você passa pela Plaza de Las Naciones Unidas, um parque bonito com vários monumentos expostos a céu aberto, entre eles a famosa Floralis, que é uma flor metálica gigante com um mecanismo elétrico que abre e fecha suas pétalas de acordo com hora do dia. Bastante original e interessante e já se tornou um dos cartões postais da cidade.

Buenos Aires Plaza de Las Naciones Unidas

Mais adiante está o belo Museu Malba (Museu de Arte Latino-americana de Buenos Aires), construído em 2001 para abrigar a coleção particular de arte latino-americana do milionário argentino Eduardo Constantini. O design do prédio do museu já é do muito bom gosto e é impressionante a quantidade de obras importantes expostas. Só do Brasil é possível admirar o famoso e caríssimo quadro “Abaporu”, da Tarsila de Amaral, e também obras de Di Cavalcanti e Candido Portinari. A mexicana Frida Kahlo também se faz presente, assim como seu companheiro Diego Rivera e o designer Phillippe Starck.

Buenos Aires Museu Malba

Buenos Aires Museu Malba

Buenos Aires Museu Malba

Já chegando a Palermo, você se depara com duas áreas abertas interessantes. O primeiro é o Jardim Japonês, que como o próprio nome já diz, é um belo jardim baseado na cultura oriental e que já virou ponto turístico. Você tem que pagar para entrar. Logo ao lado está os Los Bosques de Palermo, uma área verde bem grande que funciona como área de lazer dos argentinos para passear de bicicleta, andar, correr e praticar esportes em geral. É uma região que lembra muito o parque do Ibirapuera em São Paulo.

Buenos Aires Jardim Japonês

Jardim Japonês (foto: http://www.buenosaires.travel)

Buenos Aires Bosques de Palermo

Los Bosques de Palermo (foto: http://www.planeteye.com)


Dali você pode partir para conhecer os transados bairros de Palermo Soho e Palermo Hollywood, que são também os bairros da moda no momento. O primeiro é mais elegante, com várias lojas, bares e restaurantes e belas calçadas para passear. Em Palermo existem vários restaurantes bons para aproveitar e a região ferve a noite.

Depois desse giro rápido pelas principais atrações de Buenos Aires, chegou a hora de matar a fome, mas isso fica para os próximos posts.

Leia também:

O que fazer em Buenos Aires – Centro
Buenos Aires: Onde comer
Buenos Aires: Um show de tango
Buenos Aires: Hotel Panamericano
Encontro de blogueiros
A caminho de Cozumel

Anúncios
 
4 Comentários

Publicado por em Novembro 8, 2010 em Argentina, Buenos Aires

 

Etiquetas: , ,

4 responses to “O que fazer em Buenos Aires – Outras regiões

  1. Fê Costta - viaggio mondo

    Novembro 8, 2010 at 4:29 pm

    Ei Alessandro!

    Adoooro Buenos Aires! Já fui três vezes, mas ainda não conseguí conhecer a cidade inteira! O Malba e o Jardim Japonês ainda não fui… espero ir da próxima vez sem falta e curtir de perto o nosso Abaporu! Por falar nisso, cadê a foto dele? Não era permitido? Tenho curiosidade de saber o tamanho, se é uma tela grande ou pequenina…

    Quero te convidar para participar da promoção do Viaggio-Mondo e concorrer a agendas 2011 recheadas de fotos incríveis dos 40 países que visitei. Não deixe de vir e convidar também seus amigos! 🙂

    Te aguardo!

    Abraços!

     
    • Alessandro A.

      Novembro 8, 2010 at 6:21 pm

      O Fê,

      Infelizmente não era permitido tirar fotos no museu e eu só consegui tirar a que está aqui no blog pois não reparei nas sinalização e acabei sendo chamado a atenção pela funcionária logo em seguida. Achei a tela com um tamanho bem grande, considerando que essas tela famosas normalmente são pequenas. Pode ficar tranquila que não é uma Mona Lisa não! 🙂

      Vou passar lá no seu blog para dar uma olhada na promoção.

      Abraços!

       
  2. Fernando Rodriguez

    Julho 31, 2013 at 1:43 pm

    estoy viajando a Buenos Aires soy mexicanio y me gustaria visitar todos eso lugares,yo llegare el dia 23 de agosto pues mi hija se casa el dia 25 de agosto con un muchacho argentino,saludos de Fernando Rodriguez ex torero mexicano

     

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: