RSS

Quebec City: um passeio pela cidade histórica – parte 2

15 Set

Continuando nosso passeio pela cidade histórica, a próxima parada é a bela região da cidade baixa. Para chegar lá, basta pegar o Funicular a partir da estação que fica em frente ao Chateau Frontenac. O ingresso custa CAD$ 2 por pessoa e você não tem que esperar muito, apesar de o funicular não ser muito grande.


Chegando lá em baixo você percebe que a cidade pode ser ainda mais encantadora! Achei essa região uma das mais bonitas da cidade, cheia de ruazinhas charmosas com construções bem típicas. Parece que realmente estamos em alguma cidade pequena do interior da França! Comece o passeio pela bela Rue du Petit-Champlain, que fica a direita do funicular e é considerada a rua mais estreita da América do Norte. Ela é repleta de lojas, restaurantes e cafés bem típicos, com mesas ao ar livre e praças bem floridas. Não tem como você não se sentar em dos bancos para observar o movimento e curtir a arquitetura das construções, pois o clima é bem gostoso!


Voltando na direção do funicular e indo dessa vez para esquerda, você chegará a Place Royale, que é mais um dos pontos imperdíveis de Quebec! No caminho até lá você caminha por outras belas e fotogênicas ruelas, como a Rue Notre Dame. A praça tem um clima muito agradável e está rodeada por belas construções. Aproveite para descansar um pouquinho e tirar várias fotos!


Se você continuar caminhando pela Rue Notre Dame e atravessar a praça, logo em seguida vai se deparar com um belo painel pintado na parede de um dos prédios, que retrata uma Quebec dos velhos tempos. É tão bem feito que as vezes dá até a impressão que é real!


Subindo novamente até a cidade alta e caminhando pela Rue Saint Louis, você pode atravessar o portão da cidade murada e seguir pela avenida Grande Allée para conhecer um outro lado da cidade. A primeira parada é no Parlamento da província, que pode ser visitado por dentro com hora marcada. Como já íamos visitar o de Ottawa, apenas visitamos a parte externa e tiramos algumas fotos dessa imponente construção.


Seguindo mais adiante você chega na parte mais movimentada e bacana da Avenida Grande Allée, que fica entre a praça George V e a Rue de Senezergues. É que esse pedaço é repleto de belos restaurantes dos mais variados estilos, atraindo um bom público para essas imediações. Tem bastante turista, mas a maioria do público era local mesmo, o que podia ser facilmente observado pelos trajes de trabalho. O clima da rua é bem contagiante e alegre, sendo que a noite deve ficar lotada, mas acabou que não estivemos por lá nesse período para comprovar. As construções também são bem clássicas e seguem um estilo vitoriano, com as fachadas muito bem preservadas pelos restaurantes que ali se instalaram. Vela a pena fazer algumas das refeições nessa região, sendo que no próximo post eu vou indicar um restaurante. Todos oferecem mesas na calçada, o que é uma ótima pedida para os períodos mais quentes.


Para terminar o passeio por Quebec, voltamos para a cidade histórico e fomos visitar La Citadelle de Quebec, que é na verdade o forte construído pelos franceses, e terminado pelos ingleses, para proteger a cidade dos ataques militares. Logo na entrada você se depara com aqueles soldados com trajes tipicamente ingleses que estamos acostumados a ver nos palácios de Londres, o que é no mínimo um contraste curioso para uma cidade com cultura totalmente francesa. É algo que você definitivamente não espera ver por ali! Com o calor que estava fazendo, não tem como não ter pena dos coitados ali imóveis com aquela roupa quente! :mrgreen:


Fizemos um passeio guiado, que pode ser em inglês ou francês, e foi bastante instrutivo. Aprendemos sobre a importância estratégica da cidade na época colonial e como foi a disputa entre franceses e ingleses pela região, além das principais conquistas históricas do batalhão. O forte em si não tem nada demais, mas a história é interessante e dali você tem belos visuais da cidade, do Chateau Frontenac e do rio São Lourenço. As crianças também adoram o tanque e os canhões!


Assim termina o nosso passeio pela belíssima cidade de Quebec, que para mim é um dos pontos imperdíveis em uma viagem pelo leste do Canadá. No próximo post eu dou algumas dicas gastronômicas, apesar de este ter sido um dos pontos negativos da cidade, mas eu explico melhor depois.


Leia também:

Quebec City: um passeio pela cidade histórica – parte 1
Quebec City: onde se hospedar
Toronto: informações básicas para planejamento
Toronto: uma cidade com a cara dos EUA
Toronto: passeando pelo centro
Toronto: onde comer
Boston
Chicago
Washinton D.C.

Anúncios
 
2 Comentários

Publicado por em Setembro 15, 2011 em Canadá, Quebec City

 

Etiquetas: , ,

2 responses to “Quebec City: um passeio pela cidade histórica – parte 2

  1. Licia Simoes

    Julho 22, 2014 at 9:55 pm

    Amei encontrar esse blog.Estive em Quebec ha uns 20 anos atras e acabei me perdendo da excursão.passei uns momentos de sufoco,mas acabei encontrando.Mas foi legal ver essas fotos.

     

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: