RSS

Toronto: informações básicas para planejamento

28 Jul

Como muitos já sabem pelo post anterior, estava de férias e só voltei semana passada, por isso o blog ficou meio parado nesse período. O que a maioria não sabe é que aproveitei esse período para conhecer um país que há muito tempo estava no nosso planejamento: o Canadá. Como o país é frio (e bota frio nisso!!!) grande parte do ano, queríamos justamente aproveitar a época do verão por lá para poder passear com calma pelas ruas das cidades. Só não esperávamos pegar tanto calor! 🙂


Como sempre fazemos antes de qualquer viagem, pesquisamos muito sobre os destinos. No caso do Canadá, queria indicar e agradecer as dicas dos excelentes sites Mikix, da Mirella Mathiessen, Esvaziando a Mochila, do Tiago Caramuru, e Viaje na Viagem, do turista profissional Ricardo Freire. Todos possuem artigos bem completos sobre o país, mas considero o Mikix imprescindível para qualquer viajante ao Canadá, pois além de super completo, a Mirella morou alguns anos no país e tem dicas que só os locais conhecem.

O nosso passeio começou pela cosmopolita Toronto, que é normalmente o canal de entrada dos brasileiros no país devido à maior oferta de voos pelas companhias aéreas. O chato é que somente a Air Canada faz voos diretos a partir do Brasil e os preços não são nada convidativos, portanto você acaba sendo obrigado a fazer conexões em outros países. O mais comum é o EUA, como foi o nosso caso, mas você tem o inconveniente de passar pela imigração americana duas vezes, na ida e na volta. Por esse motivo aproveitamos para passar uns dias nos EUA na volta, mas isso é assunto para outro post.

CN Tower


Do aeroporto de Toronto até a cidade, você tem poucas opções de transporte. A mais barata é pegar um ônibus até a estação de metrô mais próxima e de lá seguir viagem, mas você terá que fazer pelo menos uma baldeação até chegar a região onde ficam os principais hotéis (mais informações aqui). Existem também os shuttles, com preços salgados, e os taxis, que são tabelados e custam CAD $53 (todos os preços são em dólares canadenses, que está um pouco mais caro que o americano) até a região de downtown. Se você tiver muitas malas, vai precisar de uma van, que custa um pouco mais caro. Para informações sobre todas as opções de transporte, veja essa página do site do aeroporto.

Nós optamos por ficar hospedados bem na região central e próximo ao distrito financeiro e não nos arrependemos. A região não é muito grande e pode ser facilmente percorrida a pé ou de metrô, sendo que ainda fica próxima das principais atrações turísticas da cidade. Como não tínhamos nenhuma indicação, seguimos as resenhas do tripadvisor e de outros sites e optamos pelo Cambridge Suites.


O hotel é realmente excelente e as fotos da internet são fiéis a realidade das instalações, ou seja, tudo novo e limpo, além do atendimento impecável. Os quartos são imensos e possuem 2 ambientes: um quarto de casal, uma sala com sofá-cama e mini-cozinha, além de um closet misturado com o banheiro. Decoração bem sofisticada e muito confortável. O lado negativo fica pela ausência de cofre no quarto e wifi pago (CAD $12 por dia), mas no resto só tenho elogios e recomendaria tranquilamente o hotel. Caso você não queira pagar pelo wifi, ou não tenha um laptop, no segundo andar eles possuem um business center com 2 computadores e impressora de uso gratuito.


A localização também é excelente, pois nas proximidades do hotel existe uma estação de metrô (1 quadra), vários locais para tomar café da manhã (não está incluso na diária) e o Eaton Center, que é o maior shopping da cidade. Além disso, existem ótimos restaurantes na redondeza para serem degustados a pé. Em outro post vou comentar sobre as opções gastronômicas da cidade.


Com relação ao transporte público, me limitei ao metrô, mas também existem vários ônibus e bondes circulando pela cidade, que podem ser combinados em um bihete único.


O bilhete individual custa CAD $3, o que é um pouco caro, mas você pode comprar também 4 bilhetes por CAD $10 (pode ser usado por pessoas diferentes), ou um passe diário por CAD $10, ou seja, não vale a pena comprar bilhetes individuais e caso você vá fazer mais de 4 viagens em um dia, o passe diário é a melhor opção. Agora, se você está viajando em grupo e visitando a cidade em um final de semana ou feriado, o mesmo passe diário pode ser comprado para o grupo todo pelos mesmos CAD $10. É isso mesmo!!! A restrição é que o grupo deve sempre viajar junto e deve ter no máximo 2 adultos e 4 crianças. É um incentivo que eles criaram para os dias não úteis e uma baita economia para as famílias. Como nós passamos um domingo em Toronto, demos sorte e aproveitamos essa promoção. Para mais informações sobre os bilhetes e o transporte público de Toronto, consulte o site oficial da TTC.

Nos próximos posts vou explorar mais a cidade e o que ela tem a oferecer. Até lá!

Leia também:

Boston
Chicago
Washinton D.C.

Anúncios
 
20 Comentários

Publicado por em Julho 28, 2011 em Canadá, Toronto

 

Etiquetas: , , ,

20 responses to “Toronto: informações básicas para planejamento

  1. Mirella (@mikix10)

    Agosto 1, 2011 at 6:50 pm

    Ueba!!! Olha eu aqui… obrigada pela indicação.
    Super dicas essas suas em Alessandro 🙂 … vou repassar lá no facebook, pode?
    Nem me fala em preço de taxi e transporte publico em Toronto… triste de chorar! Mas fazer o que…
    Vou aguardar as outras dicas.
    PS: estou revoltada com essa onda de trips indo visitar Toronto justo quando não estou mais lá (o Riq, você, a Sylvia e por aí vai… injustiça! eheheh).

     
    • Alessandro A.

      Agosto 2, 2011 at 10:16 am

      É claro que pode Mirella!!! Realmente os preços por lá são tristes, mas mesmo assim vale a pena.
      Nos próximos posts ainda vou indicar algumas dicas suas, que me ajudaram bastante, principalmente em Toronto e Ottawa. Tanto os passeios, como os restaurantes indicados foram muito bons. Só tenho a agradecer!
      Não vejo a hora de aproveitar as suas dicas da Austrália também!!!

      Abraços!

       
  2. Cintia

    Agosto 2, 2011 at 2:33 pm

    Nossa! Amo seu blog, e hj para minha surpresa vc começa a postar sobre sua viagem ao Canadá que será minha próxima viagem agora em agosto! Espero que poste todas as dicas antes da minha partida! Parabéns pelo blog!!

     
    • Alessandro A.

      Agosto 2, 2011 at 5:16 pm

      Oi Cintia,

      Infelizmente não estou conseguindo produzir os posts na velocidade que gostaria, portanto provavelmente não conseguirei publicar muitas informações até a sua viagem. Caso você deseje alguma dica específica, é só falar.

      Abraços!

       
      • Cintia

        Agosto 3, 2011 at 1:38 pm

        Reservei esse mesmo hotel em Toronto! Vou para Toronto, Ottawa, Montreal e Quebec City. Fiquei muito em dúvida se o melhor seria pegar o trem pra fazer essas cidades ou alugar carro. Acabei optando por alugar um carro e assim consigo visitar cidadezinhas menores entre as principais. Vc visitou toda a costa leste? Como fez o percurso?

         
      • Alessandro A.

        Agosto 3, 2011 at 4:03 pm

        Oi Cintia,

        Eu tive essa mesma dúvida durante muito tempo e acabei optando por mesclar os meios de transporte. O problema é que o trem não é barato e para três pessoas, como era o nosso caso, o carro sai mais em conta. No entanto, você não precisa de carro nas cidades e os estacionamentos são caros, o que aumenta o dilema. O avião também não é barato. Se não bastasse tudo isso, os melhores e mais baratos voos para entrar e sair do país são via Toronto e Montreal, que são as maiores cidades, portanto o ideal seria entrar por uma e sair por outra. Essa logística não é fácil!

        Resumindo, optamos por pegar um voo de Toronto até Quebec City, que são as cidades mais distantes, pois conseguimos um bom preço com a Westjet (boa companhia canadense) e assim não precisaríamos fazer as 5 horas de carro até Ottawa. Depois alugamos um carro somente para fazer o trecho Quebec-Montreal (1 diária), pois era mais barato do que o trem e ainda tínhamos liberdade de horário, sem contar o fato que pudemos usar o carro em Montreal para ver algumas atrações mais distantes e que não eram acessíveis via metrô. Depois alugamos o carro novamente por mais 1 dia para fazer um bate-volta até Ottawa e o entregamos no aeroporto de Montreal. Sendo assim, fizemos 1 trecho de avião e 2 de carro, mas nunca permanecendo com o carro. É meio confuso, mas foi a melhor maneira que encontramos, além de mais barata.

        Abraços!

         
  3. Mari Campos

    Agosto 28, 2011 at 5:13 pm

    Ale, só agora tive tempo pra ler todos seus posts sobre Toronto (sorry, li de trás pra frente 😉 ) mas já favoritei todos. Adorei! O Canadá tá há anos (literalmente) na minha lista de prioridades viajantes e, por N razões, ainda tá no banco, esperando. De 2012 não passa 😉

     
    • Alessandro A.

      Agosto 28, 2011 at 6:42 pm

      Valeu Mari! Eu sei como é difícil arranjar tempo para ler tudo. 😉

      Amanhã vou publicar o último post de Toronto.

       
  4. Cristiane

    Agosto 28, 2011 at 9:37 pm

    Boa Noite Alessandro ! O seu blog e muito bom! Cheio de dicas ! 🙂
    Eu queria uma dica sua, eu e meu marido vamos para Montreal e pretendemos alugar um carro para fazer um bate e volta em Quebec e no outro dia seguir para Toronto. Fica muito cansativo ir e voltar de Quebec de carro no mesmo dia? Vc tem alguma dica de uma locadora de carros que nao seja tao caro?
    Tbem vamos seguir para Toronto de carro, vamos para em Otawa e em NF e vamos devolver o carro em Toronto no dia seguinte.

    Muito Obrigada! Cris

     
    • Alessandro A.

      Agosto 29, 2011 at 2:55 pm

      Oi Cristiane,

      Não recomendo fazer o bate-volta até Quebec city não, pois é muito cansativo e você não vai conseguir ver tudo, já que lá exige pelo menos uns 2 dias. São 3 horas de carro e você ainda vai perder uma das partes legais de Quebec city, que é a ver a cidade a noite e toda iluminada. A cidade é muito linda para você gastar apenas algumas horas. Um bate-volta mais viável é Ottawa, que é mais perto e tem menos atrações, mas vocês já irão visitá-la no caminho até Toronto.
      A locadora mais em conta que achei foi a Hertz, mas não cotei nenhuma local.

      Abraços!

       
  5. Tiago Caramuru

    Setembro 30, 2011 at 6:16 pm

    Alessandro, perdão pela demora! Só agora vi aqui sua indicação para o Esvaziando a Mochila! Show de bola mesmo, obrigadasso meu velho! E tão fantásticas tuas dicas sobre o Canadá, invariavelmente!

     
    • Alessandro A.

      Outubro 2, 2011 at 12:04 pm

      Valeu Tiago! Seu blog também é show!

       
  6. Amanda Sanchez

    Março 9, 2012 at 5:42 pm

    Alessandro, acabei marcando uma viagem para o Canadá sem muito planejamento e, agora que estou vendo os detalhes, lembrei do visto!!! Acho que vi/ouvi em algum lugar que pessoas que têm visto válido para os EUA não precisam de visto para visitar o Canadá. Você sabe se procede? Ou vocês precisaram fazer o visto de residente temporário?
    Obrigada!
    Amanda

     
    • Alessandro A.

      Março 9, 2012 at 7:48 pm

      Oi Amanda,

      Que eu saiba, o visto dos EUA não serve para o Canadá. Isso só é válido no México. Se você tiver um passaporte europeu, então não precisa de visto, caso contrário vai ter correr atras do visto no consulado.

      Abraços!

       
  7. Sidra

    Janeiro 19, 2013 at 7:27 pm

    Olá Alessandro ,
    Estou pesquisando sobre o Canadá e descobri o seu blog que estou adorando, se vc puder me ajudar, em agosto irei pro Canadá com meu marido e meus 2 filhos de 5 e 3 anos, pensei em ficar 3 dias em Quebec city, 2 montreal, 1 Ottawa, 2 Toronto e depois ir para Boston e vou descendo até Orlando, a minha duvida é exatamente como fazer os percursos, pois de aviao em todos fica inviável, eu pensei em alguns fazer de trem e outros de carro, porem nunca fui pro Canadá o que nos deixa um pouco inseguros qto a dirigir o que é exigido lá? E a forma como eu dividi os dias vc acha bacana? ou aconselharia a mudar alguma coisa?
    Obrigada Sidra

     
    • Alessandro A.

      Janeiro 28, 2013 at 2:00 pm

      Oi Sidra,

      Os trechos do Canada podem ser feitos de carro ou trem tranqüilamente e as estradas são ótimas. Dá para ir de carro até Boston também, mas é um trecho mais longo. Já para Orlando o melhor é o avião, pois é muito longe.

      Abraços!

       
  8. Francisco

    Abril 27, 2014 at 4:57 am

    Alessandro,

    Primeiramente, parabéns pelo blog!

    O que você acha desta região de Toronto e Montreal no fim de Outubro e início de Novembro? Muito fria? Já começa a nevar?? Estou indo com meu filho de 1 ano e 9 meses…

    Obrigado!!

     
    • Alessandro A.

      Abril 28, 2014 at 3:48 pm

      Oi Francisco,

      Costuma ser bem frio sim. Acho que a neve é só em Dezembro, mas posso estar enganado.

      Abraços!

       
  9. FERNANDA P

    Janeiro 25, 2015 at 11:43 am

    Oi, Alessandro!
    Passei aqui só para registrar meu agradecimento e minhas congratulações por você escrever um blog tão caprichado e tão rico em detalhes, que tanto tem me auxiliado em meus planejamentos! Conheci suas postagens ano passado, ao pesquisar sobre Estrasburgo, segui muitas de suas dicas, foi perfeito! E agora, procurando informações sobre a Costa Leste do Canadá me deparo novamente com seu blog! Fantástico! Você salva vidas, ou pelo menos, viagens! Hahaha
    Um grande abraço de Goiânia!

     
    • Alessandro Ayres

      Janeiro 25, 2015 at 3:40 pm

      Obrigado Fernanda!!! Espero que sua viagem para o Canadá seja um sucesso.

      Abraços!

       

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: