RSS

Arquivo de etiquetas: Universal

Island of Adventure

O Island of Adventure é o parque mais novo da Universal e para mim o mais bonito de Orlando, e também o mais radical. Por esse motivo ele é o que mais agrada aos adolescentes. Como o próprio nome já diz, ele é todo dividido em 6 ilhas, que na verdade são áreas do parque com um tema próprio e bem distintas uma da outra. Até o início desse ano eram 5 ilhas, mas em junho foi inaugurado a tão espera ilha do Harry Potter. Infelizmente estive lá 1 mês antes e não pude conhecê-la, mas por outro lado já tenho um bom motivo para voltar a Orlando. 🙂 Por isso vou ficar devendo as dicas dessa área.

Island of Adventure

Os cenários de todo o parque são todos muito bem feitos e você realmente se sente parte daquele ambiente. Cada ilha tem até sua própria música tocada em vários alto-falantes. A produção é tão boa, que quando você troca de ilha parece que trocou de parque!

Island of Adventure

Entrada do Island of Adventure


Infelizmente devido às modificações recentes do parque, não tenho um mapa atualizado, mas esse aqui já dá para ter uma ideia.

Island of Adventure

Mapa do Islands of Adventure (desatualizado)


O Island of Adventure, assim como o Universal Studios, possui o passe Universal Express, que pode ser adquirido por um preço adicional e te dá o direito a furar as filas nos brinquedos, assim como o fastpass da Disney, só que esse último é gratuito. No entanto, esse passe não dá direito a furar fila no Harry Potter, portanto você terá que encará-la de qualquer maneira.

Depois que você passa pela entrada e pega o seu mapa, que pode ser em português, chegou o momento de decidir o seu roteiro. Como o parque conta com muitos brinquedos radicais, acaba que o público se espalha um pouco, mas mesmo assim tem sempre os mais concorridos. Antigamente a ilha do Marvel Super Hero, que fica a esquerda da entrada, era a que enchia mais pela manhã e eu recomendava que a deixassem para a parte da tarde, mas desde a inauguração do Harry Potter, ouvi falar que essa tendência se inverteu, já que todos querem conhecer os brinquedos novos assim que entram no parque. Por esse motivo, a minha recomendação é você partir de cara para os brinquedos da Marvel e deixar o Harry Potter para a tarde, quando deve ficar mais vazio.

Island of Adventure

Marvel Super Hero

Island of Adventure

Heróis da Marvel


A primeira atração imperdível para os amantes de montanha russa é a sensacional The Incredible Hulk Coaster, que devido ao seu tamanho é vista de todos os pontos do parque. Ela é realmente assustadora, mas não a deixe te impressionar, pois é muito legal! Além das 7 ou 8 voltas de cabeça para baixo durante todo o percurso, o que mais me atrai nessa montanha russa é justamente o seu início. Ela começa subindo devagar dentro de um túnel fechado e com uma narração da história do Hulk. Quando a narração chega na parte da transformação, luzes verdes se ascendem e o carrinho simplesmente dispara que nem um foguete ladeira acima, pegando todos de surpresa (ops, acabei com a surpresa!). Ao final da subida, o carrinho sai do túnel, faz um parafuso e despenca ladeira abaixo. A adrenalina é sensacional! Se a fila estiver muito cheia, a dica é entrar na fila para single riders, onde você tem que andar sozinho, mas é sempre mais vazia.

Island of Adventure

Montanha russa do Hulk

Island of Adventure

Montanha russa do Hulk


Um pouco mais adiante está uma das melhores atrações de todos os parques de Orlando, o The Amazing Adventures of Spider-Man. Você entra em um carrinho com um óculos 3D e vai vivendo diversas aventuras com o Homem-Aranha e seus inimigos mortais. O barato é que os movimentos do carrinho são perfeitamente sincronizados com os efeitos especiais das imagens 3D, fazendo com que tudo pareça real. Além disso, você ainda vai sentir algumas sensações reais, como calor e respingos de água. É sensacional!

Island of Adventure

Homem-Aranha

Island of Adventure

Homem-Aranha


Para quem gosta de adrenalina, nessa ilha ainda existe o Doctor Doom´s Fearfall, que é um daqueles tradicionais elevadores abertos que despencam, só que com uma diferença, ele também sobe em velocidade como se fosse um foguete decolando, para rapidamente lá em cima e depois cai.

Na próxima ilha, chamada de Toon Lagoon, uma das grandes atrações é a própria rua, pois os cenários são muito bem feitos e você se sente parte de um desenho animado.

Island of Adventure

Toon Lagoon

Island of Adventure

Toon Lagoon


Além disso, ela conta com 2 atrações mais indicadas. A primeira é o Popeye and Bluto´s Bilge-Rat Bargs, onde você embarca naquelas boias grandes em forma circular para enfrentar a correnteza de um rio artificial e consequentemente se molhar todo. Ainda existe um barquinho infantil no alto, onde as crianças podem se divertir e disparar jatos d´água nas pessoas que estão passando nessas boias. Se prepare que você vai sair encharcado, portanto é bom deixar para andar em um momento mais quente do dia e também levar uma roupa extra para trocar depois.

Island of Adventure

Brinquedo do Popeye

Island of Adventure

Barco do Popeye


A outra atração, a Dudley Do-Right´s Ripsaw Falls, é uma espécie de montanha russa na água, pois você entra dentro de um carrinho pequeno em forma de tronco e tem que enfrentar uma descida bem radical. Aqui também você irá se molhar todo, portanto é bom fazer em sequência com atração anterior. Sinceramente, eu achei esse brinquedo um pouco sem graça, pois os cenários não são muito bem feitos e na verdade a única emoção é a parte da descida final. Acho que você se molha mais do que se diverte, portanto se você estiver com pouco tempo, recomendo pular essa atração.

Island of Adventure

Dudley Do-Right´s Ripsaw Falls (foto: http://www.database.thrillnetwork.com)


A próxima ilha é a Jurassic Park e aqui o cenário muda totalmente. Parece até que você trocou de parque! Você sai do mundo do desenho animado e entra em uma floresta com a música tema do filme tocando. Nessa área as crianças podem se divertir no Camp Jurassic, onde tem diversas brincadeiras interativas com o mundo dos dinossauros. Tem também uma lanchonete, então dá para comer e deixar as crianças brincando um pouco, desde que elas já sejam um pouco maiores. No entanto, a maior atração dessa ilha é Jurassic Park River Adventure, que é muito bacana, mas só recomendado para quem não tem medo de quedas radicais. O passeio todo é bem tranquilo e você percorre o mundo dos dinossauros em um barco. Os dinossauros são muito bem feitos e parecem até reais! O problema é que no final eles simulam uma emergência, você acaba entrando em um prédio alto e no final despenca para fugir do dinossauro que escapou. Você vai se molhar, mas bem menos do que nos brinquedos anteriores. Eu gostei muito! 🙂

Island of Adventure

Jurassic Park


A ilha seguinte é a do Harry Potter, mas que infelizmente não tivemos a oportunidade de conhecer e só pudemos tirar fotos de longe. A única coisa que eu posso falar é sobre a montanha russa Dragon Challenge, que na verdade é a antiga Dueling Dragon, só que adaptada ao novo tema. São duas montanhas russas em uma só, cujos trilhos se cruzam o tempo todo para um duelo entre os dragões. Você escolhe uma delas para andar e depois pode entrar na fila de novo para andar na outra, já que as experiências são diferentes. Outra diferença dessa montanha russa é que o trilho fica em cima do carrinho, portanto você fica literalmente com as pernas penduradas. É um barato!

Island of Adventure

Harry Potter

Island of Adventure

Dueling Dragons (foto: http://www.examiner.com)

Island of Adventure

Dueling Dragons (foto: http://www.coastergallery.com)


A próxima ilha é a The Lost Continent, que foi bastante reduzida com a construção da vila do Harry Potter. Aqui a única atração interessante que sobrou é o show Poseidon’s Fury, que é bem interessante. Você entra em uma caverna e tudo acontece lá dentro, com direito a efeitos especiais com água.

Island of Adventure

The Lost Continent


A última ilha para completar a volta completa no lago central é a infantil Seuss Landing, que é baseada em um personagem infantil pouco conhecido aqui no Brasil. Apesar da falta de identificação, as crianças adoram, pois podem andar em brinquedos próprios para elas, como o Carrossel, If I Ran the Zoo e o One Fish, Two Fish, Red Fish, Blue Fish, muito similar ao Dumbo. Além desses, também uma atração para toda a família, o The Cat in the Hat, que é um carrinho que percorre os cenários do desenho animado tema dessa ilha.

Island of Adventure

Seuss Landing

Island of Adventure

Seuss Landing

Island of Adventure

The Cat in the Hat


Além das atrações, o parque ainda conta com o restaurante que tem o título de melhor de todos os parques, o Mythos Restaurant. Ele não é tão caro assim e está sempre cheio, portanto se quiser experimentá-lo vai ter que ter um pouco de paciência. Eu não consegui experimentá-lo ainda, portanto não sei se realmente merece o título que tem, mas fica aí a dica.

Island of Adventure

Mythos Restaurant

Island of Adventure

Mythos Restaurant


No próximo post vou falar sobre o último parque: o Sea World.


Acompanhe e curta a gente também no Facebook Wazari



Leia também:

Planejando sua viagem à Disney: por onde começar?
Chegando a Orlando
Compras em Orlando
Vai para os EUA? Então compre antes pela internet
Orlando: Comprando os ingressos para os parques
Orlando: Dicas gerais para os parques
Orlando: onde comer
Magic Kingdom
Epcot
Animal Kingdom
Disney Hollywood Studios
Downtown Disney
Universal Studios
Sea World
Winter Park, o lado chique de Orlando
Fort Lauderdale

Advertisement
 
110 Comentários

Publicado por em Setembro 10, 2010 em EUA, Orlando

 

Etiquetas: , , , ,

Universal Studios

O Universal Studios Orlando é um dos parques que mais agradam aos adultos e todas as atrações são baseadas nos principais sucessos das telas do cinema e televisão produzidos pela Universal. Ele é o parque mais antigo do grupo e uma cópia do parque homônimo existente em Los Angeles, mas a Universal também tem outro parque mais novo, chamado de Island of Adventure, que vou comentar no próximo post. Os parques da Universal são muito bem transados, mais modernos e com um clima mais jovial do que os da Disney. Por isso é bem mais comum ver grupos de adolescentes oriundos dos colégios da região.

As diferenças entre os grupos já começam no estacionamento. Aqui você estaciona em um edifício garagem próximo aos parques e vai caminhando por esteiras rolantes até o Citywalk, que é o complexo de bares, restaurantes e entretenimento da Universal e concorrente do Downtown Disney. Não tem trenzinho para te levar não, pois essa mordomia só existe na Disney! 🙂 O Citywalk fica bem no meio dos 2 parques e de lá você escolhe em qual deseja ir.

Universal Studios Orlando

Citywalk


Se você for pela direita, vai dar de frente com o Universal Studios e seu famoso símbolo.

Universal Studios Orlando

Universal Studios Orlando


Passando a entrada, você deve pegar o seu mapa do parque, que pode ser em português, e também o folheto com os horários dos shows para se programar. Aqui infelizmente aquela tática de ir para o fundo do parque para pegar os brinquedos mais vazios não funciona muito, já que as atrações mais novas, e consequentemente mais concorridas, ficam próximas a entrada, na região chamada de Production Central. A única exceção é o brinquedo do Simpsons, que vou comentar mais adiante.

Se você está com crianças, não pode perder logo a direita o Shrek 4D, que é um cinema 3D, onde além dos efeitos tridimensionais proporcionados pelos óculos especiais, você ainda sente algumas das sensações vividas pelos personagens, pois as cadeiras também se mexem. É bem bolado e bastante original, sendo que a história apresentada é diferente da dos cinemas, sendo uma espécie de continuação do primeiro filme.

Universal Studios Orlando

Sala de espera do Shrek


Bem em frente fica o simulador do Jimmy Neutron, que é bem interessante, mesmo para quem não está com crianças. Os movimentos parecem bastante reais! Essa atração foi fechada e em seu lugar foi inaugurado em maio de 2012 o 4D do “Meu Malvado Favorito”, que ainda não tive a oportunidade de conhecer, mas que está sendo batante elogiado pelos leitores)

Andando um pouco mais a frente e a esquerda, você chega na mais nova atração do parque, que é vista de todos os cantos devido ao seu tamanho, a montanha-russa Hollywood Rip Ride Rocket. É a grande atração radical do parque e ela traz algumas inovações. A primeira é que você pode escolher o som que irá te acompanhar por todo o trajeto, bastando selecionar a música no visor que fica bem na sua frente no carrinho. O único problema é que você não tem muito tempo para ficar escolhendo, já que o carrinho parte para a primeira subida em seguida. É nessa parte que fica a segunda novidade, já que essa primeira subida é toda em 90 graus, ou seja, você fica literalmente de costas para o chão e se sente como em um foguete espacial pronto para decolar. Apesar de gostar de montanha-russa, eu admito que nessa hora eu pensei: “O que eu estou fazendo aqui!!!” :-). No entanto, após a subida que parece uma eternidade, já tem a primeira queda e depois tudo fica similar as outras montanhas-russas. Eu gostei bastante e recomendo! Se você não quiser pegar muita fila, a dica aqui é a fila para single riders, que é bem mais vazia, mas você terá que andar sozinho.

Universal Studios Orlando

Hollywood Rip Ride Rocket

Universal Studios Orlando

Hollywood Rip Ride Rocket

Universal Studios Orlando

Hollywood Rip Ride Rocket


A partir desse ponto, você deve escolher qual a próxima região a conhecer. Como o parque tem um lago bem no centro, você acaba tendo que dar uma volta em círculo para conhecer todas as atrações e não consegue cortar muito caminho. Indo pela direita, você entra na área chamada de Hollywood. Ali fica uma das atrações mais antigas e legais do parque, o Terminator 2, baseado no filme Exterminador do Futuro 2. É uma mistura de cinema 3D com teatro, já que conta também com a participação de atores reais interagindo com as imagens do filme. É bem bacana!

Universal Studios Orlando

Hollywood

Universal Studios Orlando

Hollywood


Seguindo adiante, você chega na área Woody Woodpecker Kidzone, que é a parte mais infantil do parque. Apesar de ser focada nas crianças, aqui também tem uma atração que agrada bastante aos adultos: o E.T. Adventure. Quem não se lembra do filme E.T.? Você embarca em uma espécie de bicicleta com o ET na cesta da frente e percorre todos os cenários do filme, que inclui inclusive a famosa cena da bicicleta voando por cima dos carros de polícia! É uma atração para a família toda, mas que pode ser um pouco assustadora para crianças pequenas.

Universal Studios Orlando

ET Adventure (foto: http://www.thehettemagroup.com)


Bem ao lado ficam as atrações para a criançada, como parquinhos, brinquedos de água e até uma montanha-russa infantil do pica-pau, que o meu filho adorou, também conhecida como Woody Woodpecker’s Nuthouse Coaster. Como estava quase sem fila nenhuma, a gente saía e já entrava de novo na fila. Andamos mais de 10 vezes e saí de lá com a certeza de que meu filho puxou o meu gosto pelas montanhas-russas! 🙂

Universal Studios Orlando

Woody Woodpecker's Nuthouse Coast

Universal Studios Orlando

Woody Woodpecker's Nuthouse Coast


A próxima área é a World Expo, que conta com 2 brinquedos muito bons! O primeiro é o The Simpsons Ride, que é mais uma nova atração do parque e que venho em substituição a clássica Back to The Future. Apesar da mudança do tema, a atração é similar, só que mais moderna e mais real. Você entra em um carro que simula uma viagem pelo parque Krustyland e todas maluquices possíveis. Os efeitos são tão bem feitos que você realmente acha que está participando de tudo. Apesar do saudosismo, eu acho que essa atração ficou ainda melhor que a antiga, que já era muito boa.


A outra atração é o MIB – Men In Black, onde você embarca em um carrinho munido de uma arma intergaláctica e tem que acertar o maior número de aliens possíveis pelo caminho. É bastante divertido e em alguns momentos o carrinho faz uns movimentos bruscos para divertir um pouco mais.


A área seguinte, chamada de San Francisco, é onde estão os brinquedos mais antigos, como o tradicional Jaws e Disaster. O primeiro é uma homenagem ao clássico filme tubarão, onde você entra em um barquinho e é perseguido pela fera. Vale para conhecer, mas os efeitos já estão bem ultrapassados e não empolgam muito (Essa atração foi fechada e ainda não foi divulgado o que será construído em seu lugar). O segundo é uma remontagem de uma atração anterior, chamada de Earthquake. Na primeira parte eles demonstram algumas técnicas especiais utilizados nas filmagens e fazem uma performance bem chata e sem graça. A minha sugestão é você passar direto por essa parte e ir logo para o final, onde você participa de uma simulação bem real.

A última área é a New York, cuja arquitetura retrata bem alguns pontos dessa metrópole. Aqui, além das atrações, tem um ótimo show do Blues Brothers , que acontece em vários horários durante o dia. O show ocorre na própria rua, as músicas são legais e os caras cantam bem. Quem gosta de blues não pode perder!

Universal Studios Orlando

New York

Universal Studios Orlando

Show do Blues Brothers (foto: picasaweb.google.com)


Além do show, não deixe de ir no Revenge of the Mummy, que é uma montanha-russa escura baseada no filme A Múmia. Não chega a ser nada assustador ou muito radical, mas os movimentos são bem intensos e diferentes, gerando uma certa adrenalina. Essa pode ser uma boa pedida para aqueles que querem ganhar coragem para andar em montanha-russa, pois não tem quedas ou voltas de cabeça para baixo.

Universal Studios Orlando

Revenge of the Mummy


Por último, você completa a volta e chega na atração Twister, onde você participa e sente os efeitos da simulação da passagem de um tornado, que era o tema desse filme hollywoodiano.


A noite existe também um show de encerramento no lago, mas que eu confesso não ter assistido. É que eu conhecia o show mais antigo, que não me empolgava muito, e acabei nunca tomando a iniciativa de assistir o novo. Como vocês podem ver, o Universal Studios tem bastante atrações e vale muito a pena conhecê-lo.


Acompanhe e curta a gente também no Facebook Wazari



Leia também:

Planejando sua viagem à Disney: por onde começar?
Chegando a Orlando
Compras em Orlando
Vai para os EUA? Então compre antes pela internet
Orlando: Comprando os ingressos para os parques
Orlando: Dicas gerais para os parques
Orlando: onde comer
Magic Kingdom
Epcot
Animal Kingdom
Disney Hollywood Studios
Downtown Disney
Island of Adventure
Sea World
Winter Park, o lado chique de Orlando
Fort Lauderdale

 
153 Comentários

Publicado por em Setembro 1, 2010 em EUA, Orlando

 

Etiquetas: , , , ,

Orlando: Dicas gerais para os parques

Antes de falar do que tem para fazer em cada parque, é importante todos saberem de algumas dicas básicas que ajudam bastante você a aproveitar melhor o que cada um tem a oferecer. Algumas são dicas já manjadas e muito divulgadas em revistas e guias, mas outras são fruto da nossa experiência ao longo dos anos. Tenho certeza que ajudarão bastante a melhorar a sua experiência, principalmente aqueles que são marinheiro de primeira viagem à Disney.

  • Ingressos: essa eu já falei em outros posts, mas não custa reforçar. Compre seus ingressos antes pela internet para não ter que pegar a fila da bilheteria na entrada do parque, que em épocas de alta temporada pode ser bem demorada. Se você não quiser comprar na internet, vários hotéis também possuem pontos de venda. Caso você tenha dúvidas sobre quantos dias comprar para os parques da Disney, lembre que você sempre pode adicionar mais dias ao seu bilhete até o penúltimo dia de utilização, desde que dentro do prazo de 14 dias corridos a partir do primeiro dia de parque.
  • Melhor dia: para escolher o melhor dia para visitar os parques, veja sempre os horários e os shows disponíveis antes no site, pois eles variam de dia para dia. Um site muito útil para isso é o Walt Disney World Info, que tem todas essas informações detalhadas. É importante notar que nem todo dia tem fogos e show de encerramento. O ideal é tentar sempre visitar os parques nos dias em que tenham o show de encerramento. Caso você não deseje ver o show, faça o contrário, pois os dias que não tem show são os mais vazios.
  • Mapas: todos os parques disponibilizam mapas e um folheto com os horários dos shows do dia em um estande logo na entrada. Existem mapas em diversas as línguas, inclusive português, mas os folhetos dos shows normalmente são disponibilizados apenas em inglês. Sugiro pegar um para cada pessoa ou casal do grupo, pois vocês podem querer se separar e o mapa é sempre útil. Caso você esqueça, não tem problema, pois também existem mapas em quase todas as lojas do parque.



  • Programe-se: todos os mapas também estão disponíveis na internet nos sites oficiais, portanto estude-os antes de viajar ou visitar um parque e veja que atrações deseja realmente conhecer, pois senão você perde muito tempo na entrada do parque só para entender o mapa e se situar. Programe visitar as atrações próximas em sequência, pois as distâncias são grandes, apesar de parecerem pequenas no mapa. Caso contrário, você terminará o dia exausto!
  • Shows: o ideal é já estudar os horários dos shows que você pretende assistir logo na entrada e decidir qual será a programação, pois muitos shows têm poucas sessões e se você não se programar, acaba não assistindo. Veja também no mapa o local dos shows, senão você descobre que está do outro lado do parque quando deveria estar entrando no mesmo. Preste atenção também na antecedência de chegada sugerida no folheto, principalmente na alta temporada, pois muitos shows lotam. Isso vale especialmente para o Fantasmic no Hollywood Studios, que quase sempre lota.



  • Horário para chegar: procure sempre chegar cedo nos parques, preferencialmente no horário de abertura, e se dirigir logo aos brinquedos mais disputados, pois assim você evita as filas gigantescas que se formam ao longo do dia. Outro momento bom é durante a parada da tarde, quando os brinquedos ficam mais vazios.
  • Não pare na entrada: durante a manhã, procure visitar as atrações mais distantes da entrada, pois normalmente ficam mais vazias. Por comodidade, as pessoas acabam parando na primeira atração que encontram pelo caminho, por isso as atrações próximas a entrada lotam pela manhã. Vá para o fundo do parque e veja como os brinquedos estarão sem fila nenhuma.
  • FastPass+ e Universal Express: são passes oferecidos respectivamente pela Disney e Universal e que permitem que você furar fila nos brinquedos mais disputados, ou melhor, pegar uma fila bem menor. A diferença é que o FastPass+ é gratuito e pode ser obtido por qualquer um nas entradas das atrações, bastando inserir o seu ingresso na máquina específica (veja foto) reservado via internet. Já o Universal Express é pago e seu preço varia de dia para dia. Em cima da máquina do Fast Pass está indicado o horário de retorno, que é sempre um intervalo de 1 hora. Uma vez tirado um Fast Pass, você só pode pegar outro quando o horário do anterior chegar, ou depois de 2 horas, o que for menor. A minha dica é sempre priorizar os passes que possuem o horário mais próximo, pois assim você já pode pegar outro logo. Priorize também as atrações com maior fila para usar esse recurso, já que você não poderá usar sempre. O FastPass foi substituído pelo FastPass+ e você pode tirar suas dúvidas nesse post. Quando chegar a hora de utilizar o seu FastPass+, basta se dirigir a entrada da fila do brinquedo destinada a esse recurso, que é sempre uma entrada distinta da fila normal, portanto é importante ficar atento para não pegar a fila errada. A fila e o tempo de espera serão bem menores, mas mesmo assim ainda existe uma espera, portanto não vá com a expectativa que você entrará no brinquedo direto.


  • Foto: Ricardo Freire (http://www.viajenaviagem.com)

    Foto: Ricardo Freire (http://www.viajenaviagem.com)


  • Single Rider: se você não se importa de andar sozinho nos brinquedos, outra ótima forma de furar fila é pegando a fila dedicada aos single riders. Basta ver a placa indicativa. Essas filas são bem menores e você economiza um bom tempo, mas só estão disponíveis em alguns poucos brinquedos. Quase todas as montanhas russas têm, portanto fique de olho.
  • Child Swap: caso você esteja viajando com crianças pequenas e tenha que se revezar nos brinquedos, não fique desesperado, pois os parques também pensaram em uma solução. Eles oferecem o child swap, que permite que a pessoa que fique esperando com a criança possa pegar uma fila menor, ou nenhuma fila, quando for a sua vez, dessa forma não é tão penoso. O único porém é que não é oferecido em todas as atrações. Na Disney basta todos se apresentarem ao funcionário no início da fila, inclusive a criança, e solicitar esse passe. Depois esse passe poderá ser usado igual ao fast pass, só que sem restrição de horário. Já na Universal o esquema é um pouco diferente. Todos vão para a fila e no momento do embarque você informa o funcionário sobre o child swap. A criança e o adulto que irá acompanhá-la são direcionados para uma sala de espera. Depois que o primeiro sair do brinquedo, eles trocam de posição e quem ficou esperando pode embarcar sem fila nenhuma.
  • Carrinho de bebê: todos os parque alugam carrinhos para bebê no guest relations logo na entrada, mas o preço é um pouco salgado (em torno de US$15 por dia). Se você vai passar vários dias em Orlando, a minha dica é comprar um carrinho novo em lojas como o Walmart e Target, pois eles custam menos de US$100 e sairá mais barato do que alugar. Além disso, você ainda fica com o carrinho para outros passeios em Orlando, como shoppings, e ainda pode levar de volta para casa. Em todos os brinquedos nos parques existe uma área para estacionar os carrinhos e não precisa ter medo, pois seu carrinho estará lá quando você voltar.


  • Carrinhos da Disney para aluguel (foto: http://www.disboards.com)

    Estacionamento de carrinhos nos brinquedos (foto: http://www.daddydan.net)


  • Roupa extra: leve sempre roupa extra para os dias com brinquedos de água, pois as chances de você ficar encharcado são grandes e não tem nada pior do que ficar com a roupa molhada em um dia mais friozinho. Já se você for no auge do verão e do calor, talvez ficar molhado não seja uma má idéia. 🙂
  • Petiscos: Sempre leve uns petiscos para beliscar durante o dia, pois é bem mais barato do que nos parques. Compre biscoitos, chocolates, batatas ou o que mais lhe agradar em qualquer mercadinho na cidade. A variedade é imensa e os americanos são especialistas nessas besteiras, portanto tudo é uma delícia.
  • Photo Pass: em diversos locais do parque, e principalmente junto a todos os personagens, existem fotógrafos profissionais do próprio parque que podem tirar a sua foto e fornecer um bilhete com um código, chamado de Photo Pass. Toda vez que você tirar uma foto, basta fornecer esse passe para o fotógrafo, que depois você poderá ver e comprar todas as fotos na saída do parque ou pela internet.
  • Estacionamento: todos os parques possuem seu próprio estacionamento, que são bem carinhos (entre US$11 e 14), mas que permitem que você volte no mesmo dia. Isso pode ser especialmente útil caso você pretenda curtir a noite no Citywalk da Universal, já que o estacionamento é o mesmo dos parques. Eles são sempre gigantes, portanto tome nota do local onde está estacionado o seu carro, que será sempre composto por um tema (ex: personagem), identificando a área, e um número da fila. É sempre bom também anotar a placa do carro, pois tem muitos iguais. Esquecer o local do estacionamento pode consumir horas preciosas do seu tempo. Se você não tem boa memória, a dica é sempre fotografar a identificação no chão para ajudar a lembrar na saída. Caso você tenha esquecido mesmo assim, procure o guest relations informando qual foi o seu horário de chegada, pois eles tem a informação de quais áreas foram preenchidas em quais horários, facilitando assim a sua busca.



  • Datas Especiais: caso você esteja comemorando alguma data especial (ex: aniversário, lua de mel, aniversário de casamento, etc..) ou seja a sua primeira visita à Disney, informe isso no Guest Relations para ganhar um broche comemorativo e ainda receber algumas regalias no parque. Se for seu aniversário, vários funcionários irão te parabenizar e cantar parabéns.
  • Meal plan: os parques também oferecem um pacote para refeições, onde você paga um valor fixo e tem direito a todas as refeições e alguns petiscos. Existem preços variados de acordo com os tipos de restaurantes. Acho que só vale a pena se você for fazer todas as refeições no parque. Caso você não vá jantar por lá, faça as contas para ver se compensa, pois normalmente não.
  • Compras: se você não quiser ficar carregando sacolas de compras pelo parque, pode pedir para pegar tudo na saída, mas tome cuidado, pois se você for sair depois do show da noite junto com todo mundo, a fila pode ser grande. Já se você estiver hospedado em um hotel da Disney, tem a vantagem de poder pedir para entregar as compras no seu quarto, o que é uma senhora comodidade.
  • Itens perdidos: caso você perca qualquer pertence durante o seu dia no parque, tente sempre perguntar primeiro para os funcionários no local onde você acha que perdeu, mas caso não encontre vá até o Guest Relations, que é a central de achados e perdidos do parque. Na Disney eles costumam encaminhar todos itens encontrados em até 2 horas para essa central, mas pode demorar mais, portanto não desista rápido! Caso você só sinta por falta do pertence no dia seguinte, na Disney basta entrar em contato com a central de achados e perdidos (407-824-4245), que fica ao lado do Transportation e Ticket Center (TTC) no estacionamento para o Magic Kingdom. Uma dica importante para evitar trantornos com ingressos perdidos é sempre fotografar sua parte traseira, onde se localiza o código de barras, pois com esse número eles conseguem emitir uma segunda via do seu ingresso sem custos e na hora no Guest Relations, ou seja, você não perde nada.

No próximo post falaremos do mais antigo e tradicional parque de Orlando, o Magic Kingdom. Até lá!


Acompanhe e curta a gente também no Facebook Wazari



Leia também:

Planejando sua viagem à Disney: por onde começar?
Chegando a Orlando
Compras em Orlando
Vai para os EUA? Então compre antes pela internet
Orlando: Comprando os ingressos para os parques
Orlando: onde comer
Magic Kingdom
Epcot
Animal Kingdom
Disney Hollywood Studios
Downtown Disney
Universal Studios
Island of Adventure
Sea World
Winter Park, o lado chique de Orlando
Fort Lauderdale

 
482 Comentários

Publicado por em Julho 29, 2010 em EUA, Orlando

 

Etiquetas: , , , , , ,