RSS

Arquivo da Categoria: Bélgica

Bruxelas: a terra do chocolate e da cerveja

Se você gosta de chocolate, se prepare para engordar um pouquinho quando visitar a Bélgica. Se você gosta de cerveja também, então é melhor esquecer a balança e relaxar! Sim, a Bélgica é muito famosa pelos seus chocolates e cervejas, portanto é fácil deduzir que eu me dei muito bem na minha passagem por Bruxelas, já que sou fã incondicional dos dois. A única parte chata é que não dá para consumir os dois simultaneamente, já que não combinam, mas ninguém disse que a vida é perfeita!

Quando você caminha pelo centro turístico da cidade vai se deparar, sem exagero, com pelo menos umas 3 lojas de chocolate a cada esquina. Uma tentação!! Existem muitas genéricas e pega-turista, portanto sugiro focar nas lojas das marcas mais famosas para garantir que você experimentara só os de melhor qualidade. As que eu recomendo são Galler, Neuhaus, Godiva e Corné Port-Royal. Os chocolates são realmente maravilhosos e não tem como você não parar de comer, ainda mais com tantas vitrines te seduzindo!

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Neuhaus

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Godiva

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Galler

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Corné Port Royal

Para quem deseja uma opção mais cara e gourmet, uma das lojas mais famosas e a Pierre Marcolini, que fica na Place du Petit Sablon, um pouco mais longe do centrão turístico. Os chocolates nessa loja são bem diferentes, com várias misturas bem inusitadas.

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Pierre Marcolini

Os chocolates são muito bonitos e sedutores e você pode escolher quantos quiser para pesar no final e pagar pelo peso. Existem também várias caixinhas prontas para você levar, ou você pode montar a sua. Eles embalam para presente e são uma ótima opção para presentear amigos e familiares.

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Chocolates 1

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Chocolates 2

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Chocolates 3

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Chocolates 4

Quando o assunto é cerveja, a Bélgica não fixa atrás e hoje é o país com o maior número de marcas e variedades no mundo. Mesmo para quem curte uma boa cerveja e já conhece várias marcas, a variedade é tão grande que é realmente difícil escolher o que beber. A dica, que funcionou bem comigo, é escolher um tipo de cerveja e pedir para o garçom ou atendente te indicar o que ele recomenda. Não me arrependi de nenhuma dessas indicações. Só sugiro evitar as cervejas com frutas, como a Kriek, pois são muito doces e parecem mais suco do que cerveja. Aproveite também para tomar aquelas cervejas que são extremamente caras no Brasil, como a Deus, pois lá elas são bem conta. Só para vocês terem uma idéia, a Chimay custa em média entre $2 e $4, enquanto no Brasil você não encontra por menos de R$ 25.

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Cerveja 1

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Cerveja Deus

Além dos mercadinhos, existem vários bares famosos e clássicos para se tomar uma cerveja, pois possuem uma grande variedade. O Delirium Cafe (Impasse de la Fidélité 4) é um deles. Realmente a variedade é grande e a freqüência bem jovial, mas achei um pouco chato a briga para conseguir pedir uma cerveja no balcão.

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Delirium Cafe 1

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Delirium Cafe 3

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Delirium Cafe Beer Menu

A que gostei mais foi a Poechenellekelder (Rue du Chêne 5), que fica bem em frente ao Menekim. Além da grande variedade, o ambiente é bem agradável e voce consegue pedir com calma as cervejas na sua mesa. Uma boa pedida é a tábua de queijos, que combina bem com as cervejas.

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Cervejaria Poechenellekelder 1

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Cervejaria Poechenellekelder 4

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Cervejaria Poechenellekelder Menu

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Cervejaria Poechenellekelder 3

Bruxelas Chocolate e Cervejas - Cerveja RochefortBruxelas Chocolate e Cervejas - Cerveja Gouden Carolus


Acompanhe e curta também o Wazari no Facebook



Leia também:

Bruxelas: um dia pela cidade
Bruges
Paris – Informações Úteis
Paris – Fotoblog
Paris – La Défense
Restaurantes em Paris

 
3 Comentários

Publicado por em Novembro 20, 2012 em Bélgica, Bruxelas

 

Etiquetas: , , ,

Bruxelas: um dia pela cidade

Bruxelas é uma cidade pequena e cujas principais atrações podem ser conhecidas facilmente em algumas horas, por isso muitos turistas acabam fazendo apenas uma parada a caminho de outro local, ou simplesmente a ignoram. Muitos dizem que não vale a pena conhecê-la, mas eu discordo. A cidade merece sim uma visita, nem que rápida. A grande vantagem é que o centro turístico é muito pequeno e pode ser conhecido todo a pé sem muitos problemas, ainda mais se comparado com as outras capitais européias.

Bruxelas - Grasmarkt

Se você chegar via o aeroporto, é possível tomar um trem até a estação central da cidade pela tarifa de $7,60, o que é cômodo e leva apenas uns 20 minutos. Caso você chegue de trem, que é a opção mais comum, desembarque na estação Brussel-Centraal, pois ela é a mais próxima de todas as atrações e dá para fazer tudo a pé. Existem outras estações na cidade, como a movimentada Brussel-Zuid e Brussel-Noord, portanto tome cuidado para não sair na errada.

Bruxelas - Trem do aeroporto

Bruxelas- Estação Central

A principal atração da cidade é sem dúvida nenhuma a belíssima Grand Place, que é considerada uma das mais bonitas da Europa e pude comprovar que essa afirmação não é exagero! A arquitetura de todas as construções ao redor são de tirar o fôlego, com destaque especial para o prédio da prefeitura (Hôtel de Ville). Se você tiver pouco tempo na cidade, essa deve ser sua prioridade.

Bruxelas - Grand Place - 01

Bruxelas - Grand Place - 02

Bruxelas - Grand Place - 03

Bruxelas - Grand Place - 04

Bruxelas - Grand Place - Noite

Bem ao lado se encontra a Royal Galleries of Saint-Hubert, com muitas lojas requintadas, especialmente as de chocolate, que vou comentar melhor em outro post. Não é muito grande e vale a pena dar uma espiada.

Bruxelas - Galeria Saint-Hubert - Fachada

Bruxelas - Galeria Saint-Hubert

Cruzando a galeria e andando mais uma quadra você chega a praça da Catedral des Saints Michel et Gudule, que é muito bonita por fora e por dentro. Realmente me surpreendi positivamente, já que não esperava tanto. Não ouço quase ninguém falando dessa catedral, o que é injusto.

Bruxelas - Catedral des Saints-Michel

Bruxelas - Catedral des Saints-Michel

Bruxelas - Catedral des Saints-Michel

Bruxelas - Catedral des Saints-Michel

Além dessas principais atrações, é agradável dar uma volta pelas ruas do centro sem compromisso para observar o comércio e a arquitetura. A bolsa de valores é um dos prédios que chamam a atenção e fica bem próxima a Grand Place.


A estátua Manneken Pis com o menino urinando também é muito famosa, tanto que é um dos souvenirs mais vendidos nas lojas, mas sinceramente é muito pequena e decepciona. Como eu já sabia desse fato, não me surpreendi tanto, portanto não vá com grandes expectativas.

Bruxelas - Manneken

Bruxelas também é conhecida como a cidade das histórias em quadrinhos, como o Tintin e Smurfs, e você pode vê-los em alguns locais da cidade.

Bruxelas - Smurf

Bruxelas - Loja Smurfs

Outra atracão famosa, mas que fica fora do centro, é o Atomium, que foi construído especialmente para a Exposição Universal de 1958. Para visitá-lo é preciso pegar o metrô e saltar na estação Heysel. Além de sua estrutura inusitada, ainda é possível subir para observar o visual lá de cima. Infelizmente não tive tempo de visitá-lo, mas fica para uma próxima. Veja esse post do Turomaquia para saber tudo sobre o Atomium.

Bruxelas - Atomium

Atomium (foto: http://fwallpapers.com)


Caso você deseje fazer umas comprinhas, recomendo a Rua Neuve entre as ruas Wolvengracht e Saint-Michel, pois lá estão as principais magazines, como Zara, H&M, C&A, Esprit e Celio. Precisei comprar um casaco novo para encarar o frio e essas lojas foram bastante úteis.

Bruxelas - Rua de Lojas

Fiquei hospedado no Hotel Ibis Brussel Off Grand’ Place, que segue o padrão simples de toda a rede, mas que atende perfeitamente as necessidades. Os quartos são pequenos, mas confortáveis, e o hotel é bem novinho, tendo até um bar-restaurante no térreo. A grande vantagem, além do preço, é a excelente localização!

Bruxelas - Hotel Ibis Grand Place

Bruxelas - Hotel Ibis Grand Place - Quarto 1

Bruxelas - Hotel Ibis Grand Place - Quarto 2

Bruxelas - Hotel Ibis Grand Place - Banheiro

Para quem deseja saber mais detalhes sobre a cidade, indico ler os excelentes posts da Patricia do Turomaquia, que explicam a cidade em detalhes, fornecem ótimas dicas e me ajudaram bastante no planejamento.


Acompanhe e curta também o Wazari no Facebook



Leia também:

Bruges
Paris – Informações Úteis
Paris – Fotoblog
Paris – La Défense
Restaurantes em Paris

 
17 Comentários

Publicado por em Novembro 16, 2012 em Bélgica, Bruxelas

 

Etiquetas: , , ,

Bruges

Antes de falar sobre a minha última viagem, resolvi escrever esse post sobre Bruges, que estava prometido há muito tempo para alguns leitores. Bruges é uma cidade belga maravilhosa e que nos encantou muito, mas infelizmente sempre tinha alguma viagem pendente para escrever e eu nunca parei para falar dela. Pesou o fato também de eu a ter visitado 5 anos atrás e já não ter as informações tão frescas na memória, mas vou tentar passar aqui o máximo de detalhes que eu lembrar.

Bruges é uma cidade medieval muito charmosa e um dos principais destinos turísticos da Bélgica, já que a capital Bruxelas não tem tantos atrativos assim. A cidade é toda murada, com uma arquitetura bem peculiar e colorida, além de toda florida. No entanto, o que chama mais a atenção e deu fama a cidade foram os seus canais, que dão um toque todo especial. Bruges não tem tantas atrações assim, pois a principal atração é a própria cidade, portanto o melhor programa é se perder por suas ruelas e canais e ir curtindo toda a beleza disposta diante de seus olhos. Simplesmente imperdível! Não é a toa que foi declarada patrimônio da humanidade pela Unesco!


Visitar Bruges estava na nossa lista de prioridades há muito tempo e em uma viagem à Europa que fizemos em 2006 acabamos finalmente conhecendo-a. Como vínhamos de Amsterdam, aproveitamos para dormir na cidade, que é bem tranquila a noite. Quando os turistas vão embora, ela fica realmente um pouco morta, mas mesmo assim tem seus encantos e você ainda tem a cidade toda para si. Ficamos hospedados no excelente hotel Martin´s Brugge, que fica na rua Oude Burg, bem ao lado da praça central Markt. É um hotel design com decoração bem moderna e gostosa, com um excelente café da manhã, só que pago a parte. Na época pagamos €120, que foi bem em conta para a qualidade do hotel.

Foto de Divulgação

Foto de Divulgação


A estação de trem fica do lado de fora dos muros, portanto você tem que andar um pouco, ou pegar um táxi, para chegar no centro. Como a cidade é pequena e bem servida de trens, pode ser facilmente visitada por meio de um bate-volta de Paris (2h30) ou Bruxelas (1h), que é o que a maioria dos turistas fazem. É realmente um passeio imperdível e caso você esteja passando por uma dessas cidades e tenha tempo, reserve 1 dia para Bruges que você não se arrependerá!

Quando se fala em Bélgica, as primeiras coisas que me vem a cabeça são o chocolate e a cerveja, que são dois vícios (no bom sentido 🙂 ) que eu tenho. Mesmo que Bruges fosse feia, o que não é, só esses dois ingredientes já valeriam a viagem! O chocolate belga é um dos mais famosos e gostosos do mundo, junto com o suíço, e um dos programas mais gostosos de Bruges é justamente ficar experimentando as centenas de opções que existem espalhadas pela cidade. É uma loja de chocolate atrás da outra, sendo algumas mais artesanais e caseiras e outras mais industriais e de marcas famosas, que consequentemente são mais caras. A cidade lembra muito Gramado nesse quesito e é uma orgia para os amantes do chocolate! Já engordei 1 quilo só de pensar! 😀 A minha recomendação é você experimentar o máximo de chocolates que puder. Apesar de caros, uma das lojas que mais gostei foi a Galler (Steenstraat 5 – ao lado da Markt). Eles deixam você experimentar alguns chocolates e os que mais gostei foram a trufa (chocolate amargo) e um com recheio de doce de leite. Para saber o nome e endereço de mais lojas, achei esse site interessante: http://www.brugesinfo.com/bruges-belgium-chocolate-stores.php .


Outra especialidade local são as cervejas, já que na Bélgica são produzidas centenas de marcas diferentes, algumas bem raras e artesanais. Infelizmente não tem como experimentar todas, a não ser que você queira entrar em coma alcoólico! As cervejas são muito mais encorpadas do que as brasileiras tradicionais, com um sabor sensacional e inigualável. O melhor é o preço, já que essas cervejas são vendidas aqui no Brasil por preços bem salgados e lá você consegue tomar uma por €3 em média. Se comprar no supermercado então, é mais barata ainda! Existem diversos bares na cidade, mas vou destacar dois que contam com uma variedade muito grande de cervejas e são ótimas opções para uma degustação: ‘t Brugs Beertje (Kemelstraat 5) e Staminee De Garre (De Garre 1).

Brugs Beertje (Foto: http://www.insidebeers.com)


Bem, mas não é só do chocolate e cerveja que vive Bruges. Aliás, isso é só a cereja do bolo! A cidade é simplesmente linda e tem muito a oferecer. Começamos o passeio pela praça central, chamada de Markt, que é o local mais movimentado da cidade e um dos mais fotogênicos. A arquitetura das construções ao redor é sensacional e você não para de tirar fotos! 🙂


Ainda na Markt fica o Campanário de Bruges com sua enorme torre, que é um convite para você subir e ter uma vista priveligiada da cidade, mas é bom estar em forma para enfrentar a escadaria!

Foto de Divulgação


Além das construções, nessa praça ficam dispostas diversas carruagens elegantes que fazem um belo passeio pago pela cidade. Na época o passeio custava uns €30 para 2 ou 3 pessoas. Apesar do preço salgado, o passeio é bem bacana, já que os cavalos são super bem cuidados e imponentes e você ainda conta com uma manta para cobrir o corpo na época de frio, que é um detalhe importante para criar um clima aconchegante.

Foto: travel.webshots.com


No entanto, o que eu considero realmente imperdível é o passeio de barco pelos canais. É muito charmoso e você tem a oportunidade de enxergar a cidade por outros ângulos. Os barcos partem de vários pontos da cidade e normalmente não são caros (não me lembro o preço, mas era menos de €10). O nosso guia era bastante simpático e poliglota, portanto ele ia narrando o passeio em diversas línguas, de acordo com o público do barco. Mesmo com um ventinho frio para atrapalhar, já que fomos em outubro, o passeio foi sensacional!


Voltando para a cidade, você pode visitar a Igreja de Nossa Senhora, que conta com uma bela escultura de mármore de Michelangelo.


Outra praça importante da cidade é a Burg, bem pertinho da Markt, onde fica a bela prefeitura em estilo gótico.

Foto: travel.webshots.com


Para encerrar o passeio, não deixe de visitar a Basílica do Sagrado Sangue, também na Praça Burg. Essa igreja é considerada a mais sagrada das igrejas de Bruges, pois contém um dos mais preciosos relicários da cristandade: um frasco de cristal que se diz ter gotas do sangue de Cristo, recolhidas por José de Arimateia em Jerusalém. O frasco foi trazido durante a segunda Cruzada por Diederik da Alsácia, em 1150. Além do lado histórico e religioso, a capela que fica no segundo andar é muito bonita, com afrescos por toda a parede. Demos sorte de visitar a igreja durante uma celebração religiosa, que contava com um coral maravilhoso e deu um toque todo especial a visita!

Foto: travel.webshots.com

Foto: missatridentinaemportugal.blogspot.com


Bem, no mais, como eu já disse, é passear e se perder pelas ruelas, parando sempre para apreciar as construções e os deliciosos chocolates. Bruges é literalmente uma delícia!


Leia também:

Paris – Informações Úteis
Paris – Fotoblog
Paris – La Défense
Restaurantes em Paris
Estrasburgo

 
14 Comentários

Publicado por em Março 21, 2011 em Bélgica, Bruges

 

Etiquetas: , ,