RSS

Pisa

27 Dez

Seguindo o nosso planejamento, entregamos o carro em Florença e passamos a utilizar os trens para os próximos destinos. O primeiro foi Pisa e é muito fácil comprar os bilhetes para os trens regionais que ligam as duas cidades. Eles saem da estação Santa Maria Novella, que possui várias máquinas automáticas para a venda dos bilhetes e o processo de compra é bem intuitivo. Escolha a língua desejada, o trecho, horário e depois pague em dinheiro ou cartão. A passagem custa somente €5,80, os trens são de hora em hora e não tem lugar reservado. Apesar de você selecionar um horário no processo de compra, o seu bilhete é aberto e serve para qualquer horário, portanto chegue com uma certa antecedência na estação para autenticar o seu bilhete na máquina e tentar pegar um lugar sentado. Esse trem é parador, mas mesmo assim leva-se em torno de 1 hora para chegar a Pisa. Para consultar todos os horários, veja no site da Trenitialia.

Como os trens não têm horário definido, compre logo o bilhete de volta também, ou para qualquer outro destino do mesmo dia, já que nas cidades menores as máquinas são em menor quantidade e bem mais difíceis de usar, além de nem sempre darem troco. Nós fizemos os trechos Firenze-Pisa-Lucca-Firenze no mesmo dia, portanto o ideal é já sair de Florença com todos comprados.

Estação Santa Maria Novella


A maioria das pessoas que visita Pisa quer basicamente conhecer o Campo dei Miracoli, que é onde ficam as principais atrações, incluindo aí a Torre de Pisa. O restante da cidade não é muito turístico e realmente não vale muito a pena, a não ser que você tenha muito tempo. Portanto aqui vai uma dica importante! Pisa tem 2 estações de trem: a Pisa Centrale e Pisa S. Rossore. A primeira é a maior e principal, mas fica mais afastada do Campo dei Miracoli e você tem que tomar um ônibus para chegar lá. Já a segunda fica bem próxima e você pode ir andando, portanto essa é a estação que você deve indicar no momento da compra do bilhete, já que nem todos os trens vão até essa estação. Outro detalhe é que os trens sempre passam antes na estação central, portanto tem que tomar cuidado para não saltar na estação errada. O único problema da Pisa S. Rossore é que ela é bem pequena e sem estrutura e nós achamos até que estávamos na estação errada, pois parecia mais uma estação fantasma. Não sei se o fato de ser domingo possa ter ajudado nessa impressão, mas eu esperava mais de uma estação próxima de uma das atrações mais famosas do mundo. Além disso, não existe placa nenhuma indicando o caminho a tomar. Para você não ficar perdido que nem a gente, assim que sair do trem vá sempre para a direita da estação (olhando na mesma direção do trem), que lá tem a saída mais próxima do Campo dei Miracoli. Você sairá na via Andrea Pisano e depois é só andar duas quadras.


Depois da viagem, chegou finalmente o momento de curtir as atrações. Quando você se depara pela primeira vez com o Campo dei Miracoli, o visual é impactante! Essa praça gigante contém os belíssimos Duomo, Batistério e a famosa Torre de Pisa. A visão dessas 3 construções alinhadas é muito bonita! Muitos dizem que Pisa é só isso, mas eu digo que só isso já vale a viagem! Depois de passar um tempo admirando as construções e tirando aquelas tradicionais fotos segurando a torre, chega o momento de conhecer tudo por dentro. Os ingressos são vendidos individualmente ou em combos, que incluem também o museu, sendo que o da torre é o mais caro: €15. Acabamos descartando a torre, pois não é permitida a entrada de crianças, provavelmente para evitar acidentes.


O Duomo por dentro é muito bonito! Apesar de não ser a atração mais famosa, os afrescos e mosaicos dão um toque especial a igreja e a visita vela muito a pena! Infelizmente minhas fotos não saíram muito boas e não fazem jus a beleza do local.


Mesmo que você visite as todas as atrações, não deverá levar mais do que poucas horas para percorrer tudo. Com o restante do dia livre, você pode optar por voltar a Florença, ou incluir outra cidade no roteiro, que foi o que fizemos. Sendo assim, voltamos a estação Pisa S. Rossore e pegamos um trem para o nosso próximo destino: Lucca. Até lá!

Leia também:

Chegando a Roma
Um dia em Roma

 
13 Comentários

Publicado por em Dezembro 27, 2010 em Itália, Pisa

 

Etiquetas: , , ,

13 responses to “Pisa

  1. Loredana

    Janeiro 13, 2011 at 10:31 am

    Qual sua opinião a respeito de viajar prá NY sem saber inglês?

     
    • Alessandro A.

      Janeiro 13, 2011 at 10:53 am

      Oi Loredana,

      Não é fácil, mas já vi muitos turistas nessa situação passeando por lá. A Florida é um pouco mais fácil para quem não fala inglês. Se você tem receios, sugiro ir em alguma espécie de pacote ou excursão de brasileiros, assim você terá algumas pessoas para te auxiliar. Se você for por conta própria, outra sugestão é pegar aqueles ônibus turísticos de dois andares que passam pelas principais atrações da cidade, bastando sempre descer e subir do ônibus nos pontos definidos.

      Abraços!

       
  2. Rafael

    Abril 30, 2011 at 9:39 pm

    Alessandro,

    Alugamos um carro por por um período longo, e ficaremos com ele parado no estacionamento gratuito do hotel em Florença.

    Você acha besteira ir de carro de Florença para Pisa (com a intenção de parar pelo caminho? Aliás, é possível chegar proximo a piazza dei miracoli de carro ou é area restrita? Detalhe: vamos em junho.

     
    • Alessandro A.

      Maio 1, 2011 at 12:25 pm

      Oi Rafael,

      Se vocês já estão de carro, recomendo fazer esse trecho com ele mesmo, pois além de economizar o preço da passagem de trem, vocês ainda podem parar do lado da piazza dei miracoli. Tem várias vagas nas ruas próximas.

      Abraços!

       
  3. Giovana

    Outubro 7, 2011 at 2:44 pm

    A dica sobre a Pisa S. Rossore realmente ajudou;A estação não é tão fazia durante a semana.

     
  4. André

    Novembro 6, 2013 at 12:07 am

    Para quem quer passar muito rapidamente, a dica de S. Rossore é válida.

    Para quem dispõe de algumas horas, sugiro descer em Pisa Centrale e atravessar a cidade a pé até o Campo dei Miracoli.

    A cidade é pequena então dá para atravessá-la rapidamente (uns 2km, menos de 30min de caminhada) passando pelas duas principais ruas de Pisa (Corso Itália e Borgo Stretto).

    É muito simples, ao sair da estação Pisa Centrale caminhar em direção a Corso Itália. Seguir por ela até a Ponte Di Mezzo. Na Corso Itália tem várias lojas e uma boa sorveteria a esquerda antes do final da via.

    Ao chegar ao final dela, chega na Ponte Di Mezzo que cruza o Rio Arno. Atravessa a ponte e chega a Piazza Garibaldi (só tem uma estátua do Garibaldi) que é o ponto de encontro da cidade. A esquerda na praça tem a Bottegga del Gelato que tem bons sorvetes também.

    Para seguir em direção a torre basta seguir pela Borgo Stretto (na praça, de costas para o rio vai ter duas ruas, a da esquerda é essa). Também tem várias lojas pelo caminho e no final algumas lojas de souvenirs. Ao seguir nessa via chega ao Campo dei Miracoli onde tem o Duomo, Batistello e a Torre de Pisa (no tempo que morei lá fui umas 4 ou 5 vezes lá perto, mas 18EUR para subir é sacanagem).

    No caminho é possível entrar em algumas “vielas” transversais só para sentir um pouco o clima de uma cidade italiana.

    Para voltar tem a opção de refazer o caminho a pé ou pegar o ônibus Línea 4 no ponto P.ZA ARCIVESCOVADO que chega rapidamente a estação.

     
    • Alessandro A.

      Novembro 6, 2013 at 10:32 am

      Oi André,

      Muito obrigado pela dica tão detalhada!! Na próxima vez com certeza vou fazer esse roteiro que você sugeriu, pois me pareceu muito agradável.

      Abraços!

       
  5. André

    Novembro 6, 2013 at 12:08 am

    *(na praça, de costas para o rio vai ter duas ruas, a da DIREITA é essa)

     
  6. Fabíola

    Fevereiro 12, 2014 at 9:57 am

    André e Alessandro,
    Vocês acham que descendo do trem em Pisa Centrale e fazendo esse roteiro um pouco mais longo, ainda assim dá tempo de passar algumas horinhas em Lucca e voltar para Florença no mesmo dia? Obrigada pela ajuda!

     
    • Alessandro A.

      Fevereiro 14, 2014 at 6:17 pm

      Oi Fabíola,

      É bem puxado e depende do quanto tempo você pretende gastar visitando as atrações de Pisa. Eu não subi na torre, portanto gastei menos tempo. Se você for visitar todas as atrações com calma, acho que não é viável.

      Abraços!

       
  7. André

    Março 11, 2014 at 1:34 pm

    Fabíola, é possível se você sair cedo de Florença e quiser dar só uma passada geral pelas cidades.
    Tem Regionale Veloce saindo as 07:00 de SMN que chega em Pisa antes das 8.

    Pode fazer essa parte de Pisa pela manhã (lá não tem muito mais para um turista ver além disso) até o meio-dia. Eu também não subi na torre (17/18EUR) e nas vezes que passei por lá em Fev/Mar não tinha fila (só que como tem “horário marcado” isso pode não dizer muito). Depois podes voltar de ônibus para ganhar tempo.

    A viagem de trem de Pisa para Lucca é ainda mais rápida. Em Lucca eu fiquei pouco tempo, cheguei pelas 11h da manhã e voltei pelas 16h. Almocei por lá (achei as opções melhores que em Pisa) e consegui ver os principais pontos turísticos e caminhar um pouco sobre o muro.

    E no fim retorna a noite para Firenze.

     
  8. Isabela

    Abril 18, 2016 at 11:05 pm

    Excelente matéria!
    Pisa é uma cidade deslumbrante.

    Obrigada pelas dicas!!!!!!

     

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: