RSS

Chegando a Roma

30 Nov

Todos os caminhos levam a Roma! Por mais que você planeje uma viagem por outras regiões da Itália, sempre dá vontade de voltar a Roma, nem que seja para uma paradinha rápida para rever algumas de suas principais atrações. O nosso objetivo principal era conhecer a Toscana, mas como os melhores voos de Lisboa eram para Roma, pensamos: não custa nada passar um diazinho em Roma, né?

Se você não vem direto do Brasil, chegando no aeroporto de Fiumicino você sofre um certo choque cultural. É que a Itália lembra muito o Brasil em termos de desorganização e os funcionários do aeroporto não são os mais educados, ao contrário do que acontece na maioria dos países europeus. Em compensação, eles são bem avançados em termos de transporte público e do próprio aeroporto é possível tomar um trem até a estação Termini no centro da cidade, trajeto que dura em média 30 minutos. Os trens partem em um intervalo de meia hora e o bilhete custa €14 por pessoa e pode ser adquirido na própria bilheteria da estação. Não esqueça também de validá-lo nas máquinas logo na entrada da plataforma (tente em várias, pois muitas não funcionam!). Apesar de nenhum fiscal ter solicitado o nosso bilhete, se você não validar pode ter que pagar uma multa. Os trens são confortáveis e a viagem passa rápido!


Se você for se hospedar em alguma região que não seja próxima a Termini e estiver em um grupo de 3 a 4 pessoas, pode ser mais vantajoso tomar um táxi, que apesar da distância, podem custar uns €40 a €50. A vantagem é que você não precisa ficar carregando mala o táxi ainda te deixa na porta do hotel, mas é bom confirmar o preço com o taxista antes de partir para evitar surpresas.

Dessa vez queríamos nos hospedar em algum hotel mais próximo do centro nervoso turístico e onde desse para fazer mais programas a pé. No entanto, encontrar um quarto quádruplo por um preço razoável em Roma em outubro é uma tarefa bem árdua, já que os preços na cidade são tradicionalmente caros e outubro é um mês com uma temperatura agradável e bastante procurado pelos turistas. Além disso, são poucos os hotéis que possuem um quarto quádruplo, o que é um problema na maioria dos países europeus. Diante desse cenário, não tivemos outra opção a não ser ficar na região da Termini novamente, pois assim ficávamos próximos ao trem e metrô, facilitando o nosso deslocamento. Além disso, tem muita locadora de carro na estação de trem, o que facilitaria a nossa saída para a Toscana.

Depois de muito procurar, escolhemos o Hotel Teti (Via Principe Amedeo, 76), que é bem simples e fica localizado no segundo andar de um prédio com mais dois outros hotéis. Pode parecer estranho, mais isso é muito comum em Roma, que conta com vários hotéis dividindo espaço com outros hotéis, ou até mesmo apartamentos residenciais, no mesmo edifício. Um transtorno é que o elevador é pequeno e fica no meio do primeiro lance de escada, portanto você tem que subir alguns degraus com a mala e não cabe tudo em uma viagem só, mas nada demais. Apesar da simplicidade, o hotel fica em uma ótima região da Termini, o que foi uma surpresa para nós, já que seu quarteirão é bastante movimentado e conta com vários restaurantes bons. Bem diferente do clima as vezes um pouco sinistro e escuro de outras trechos próximos a Termini. O quarto quádruplo era grande e simples, mas exatamente igual a foto na internet, o que é uma raridade! 🙂

Via Principe Amedeo


Eles também contam com um bom café da manhã, já incluso na diária, apesar de ser quase tudo industrial e em embalagens fechadas. Também existe um notebook com internet na saleta que liga os quartos e você pode utilizá-lo gratuitamente, o que é uma ótima facilidade. O Wifi também está disponível e é gratuito.


A estação de metrô Termini fica a apenas 2 quadras de distância, o que te ajuda a chegar rapidamente nos principais pontos da cidade, como o Coliseu, Vaticano e Piazza di Spagna. Todos os principais trens partem da Termini, o que é uma vantagem caso você deseje fazer bate-voltas ou esteja chegando ou saindo de trem da cidade.

Acho que o hotel compensa muito para quem está viajando em grupo e deseje um quarto quádruplo ou triplo por um preço acessível e com uma boa localização. Para casais as opções são maiores e eu recomendo procurar hotéis mais próximos a Piazza di Spagna ou Navona, já que é possível encontrar bons hotéis com preços mais em conta, mas não espere encontrar pechinchas em Roma, a não ser na baixíssima temporada.


Leia também:

Um dia em Roma

 
13 Comentários

Publicado por em Novembro 30, 2010 em Itália, Roma

 

Etiquetas: , ,

13 responses to “Chegando a Roma

  1. Leonardo

    Março 1, 2011 at 1:27 am

    Alessandro,

    Primeiramente, parabéns pelo blog, que está sendo muito útil para a minha programação de viagem.

    Estarei em Roma com a minha esposa no período de 12 a 15 de junho e, à princípio, ficaria hospedado próximo ao Vaticano, com diárias de EUR 130,00 porém, lendo o seu blog vi este Hotel em que você ficou, com um preço muito mais em conta (EUR 100,00 / noite) e como vou ficar no hotel pouco tempo, já que pretendo passar o dia andando pela cidade, queria tirar algumas dúvidas: o que você achou da limpeza do quarto e do banheiro ? Não corro nenhum risco de me deparar com sujeira e/ou insetos ? E quanto à área, você se sentiu seguro andando pelas ruas da região à noite ? Pelas fotos parece ser tranquilo mas qual foi sua sensação ?

    Bem desde já agradeço pela sua ajuda.

    Um abraço,

    Leonardo

     
    • Alessandro A.

      Março 14, 2011 at 8:43 pm

      Oi Leonardo,

      A região perto da Termini não é das mais agradáveis a noite não, mas gostei desse ponto, pois era um pouco mais na ponta e mais movimentado. De qualquer forma, não é nenhum local super seguro, mas acredito que seja semelhante ao local do seu hotel. O hotel é bem simples e um pouco velho, mas estava bem limpo e o quarto era bem grande, apesar do banheiro ser pequeno. É um hotel básico apenas para dormir mesmo e não espere nenhum luxo.

      Abraços!

       
  2. Carolina Sofia Almeida Filizola de Abreu

    Dezembro 29, 2012 at 4:01 pm

    vale a pena ficar na regiao de trastevere?

     
    • Alessandro A.

      Janeiro 1, 2013 at 7:31 pm

      Oi Carolina,

      É uma região bem agitada e com muitos restaurantes. É mais barata, pois não está no centrão, mas acho que vale a pena sim.

      Abraços!

       
  3. Nathália

    Dezembro 3, 2013 at 5:23 pm

    Olá Alessandro!

    Irei para a Europa em set/14. Chegarei em Paris e voltarei por Roma, o que posso conhecer entre esses dois destinos? devo fazer uma parada na Suiça? de trem? ou devo focar em outras cidades dentro da França e/ou Itália mesmo?

    Obrigada pela ajuda?

     
    • Alessandro A.

      Dezembro 5, 2013 at 9:51 am

      Oi Nathália,

      A Europa é muito grande e entre esses dois destinos existem milhares de opções, portanto só você mesmo poderá decidir. A Suíça é uma ótima opção, mas na própria França e Itália existem roteiros para consumir meses de viagem, portanto o negócio é pesquisar bastante para ver o que mais lhe agrada.

      Abraços!

       
  4. João Garcia

    Janeiro 7, 2014 at 8:22 pm

    Buenas, Alessandro. Tudo bem?
    Estamos voltando à Itália em março próximo e visitaremos Roma, Bolonha (com alguns bate-voltas pelas redondezas) e Cinque Terre. Desta última vamos direto para Roma chegando no Termini e daí vamos a um hotel em Fiumicino onde pernoitamos para pegar o vôo de volta na manhã seguinte bem cedo.
    Pensei em contratar um transfer Termini – Hotel: sai +/- o mesmo preço de 2 tickets do trem + taxi aeroporto / hotel em Fiumicino.
    Gostaria de saber se conheces a empresa http://www.firstclasstransfer.com/index.htm. Ou se tens alguma indicação.
    Desde logo agradeço.
    Abraço, João.

     
    • Alessandro A.

      Janeiro 8, 2014 at 10:29 am

      Oi João,

      Infelizmente não conheço essa empresa e nem tenho indicações de empresas de transfer em Roma, pois nunca utilizei esse serviço.

      Abraços!

       
      • João Garcia

        Janeiro 8, 2014 at 5:01 pm

        Obrigado, Alessandro.
        Abs.

         
  5. Fabíola

    Fevereiro 12, 2014 at 10:08 am

    Olá Alessandro! Em que épocas do ano você foi para Itália? Estou pretendendo ir na primeira quinzena de outubro deste ano, e apesar de já estar acostumada com o frio (sou de Curitiba), tenho receio que chova nesta época.

     
    • Alessandro A.

      Fevereiro 14, 2014 at 6:17 pm

      Eu fui em Outubro também e peguei um clima ótimo.

       
  6. Fabiola

    Maio 20, 2014 at 2:46 pm

    Alessandro,
    Gostaria de saber se você pode me ajudar a esclarecer uma dúvida. Pesquisei em vários sites mas as respostas são divergentes.
    Posso ter problemas na imigração, caso eu não faça o seguro de viagem do INSS, e nem pague um seguro à parte? Ficarei 15 dias na Itália e minha escala será em Lisboa. Muito obrigada!

     
    • Alessandro A.

      Maio 20, 2014 at 5:55 pm

      Oi Fabiola,

      Sim, você pode ter problemas, pois o agente de imigração pode exigir. Em Portugal isso não é comum e a chance de isso acontecer é bem baixa, mas sempre existe. Se você entrasse pela Espanha ou Inglaterra seria pior, pois eles são mais exigentes. Independente disso, sempre recomendo a todos ter algum tipo de seguro saúde, pois imprevistos são bem comuns. Pode ser o seguro do cartão de crédito ou qualquer outro, mas nunca viaje sem seguro. É uma economia que pode sair cara!

      Abraços!

       

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: