RSS

Arquivo da Categoria: Lisboa

Lisboa: Parque das Nações

Outro local mais afastado do centro e que merece uma visita é a região do Parque das Nações, que é hoje a parte mais moderna da cidade. Ao contrário de Belém, dá para chegar de metrô, bastando saltar na estação Oriente, que é a última da linha vermelha. Essa estação fica dentro da estação de trem homônima, que está bem em frente ao Parque das Nações, ou seja, é muito fácil de chegar!

Antes de entrar no parque propriamente dito, logo que você atravessa a rua, ou passa por de baixo da mesma, você desemboca no bonito e moderno Shopping Vasco da Gama (com esse nome, não podia ser diferente!!! 🙂 ). Ele tem um tamanho razoável e é bem bonito por dentro, além de ter algumas lojas com muito bons preços. O objetivo de uma viagem a Lisboa não é fazer compras, mas dá para cacifar alguns artigos bem interessantes pelo caminho.

Lisboa Parque das Nações

Shopping Vasco da Gama

Lisboa Parque das Nações

Shopping Vasco da Gama

Lisboa Parque das Nações

Shopping Vasco da Gama


Saindo pela parte de trás do shopping, você dá de cara com o imenso Parque das Nações, que foi construído especialmente para Expo 98 e acabou criando uma nova região cultural e residencial para a cidade. Ele também é bem bacana e dá até para fazer um passeio de teleférico ao longo do rio Tejo, mas como pegamos um dia de tempestade quando estivemos por lá, não deu para ver ou fazer muita coisa. Tivemos que optar por passeios em ambiente fechado e não conseguimos nem tirar fotos direito.

Lisboa Parque das Nações

Teleférico do Parque das Nações (foto: pt.wikipedia.org)


Apesar desse imprevisto, seguimos adiante para o nosso principal objetivo nessa região: o Oceanário de Lisboa. Esse é o maior aquário da Europa e como foi a primeira incursão européia do nosso filho, estávamos doidos para curtir com ele essa atração. Como ele é totalmente fechado, a chuva não atrapalhou. O Oceanário é bem grande e tem uma boa variedade da vida marinha. O tanque principal impressiona pelo tamanho, sendo que o vidro vai do teto ao piso, proporcionando um belo visual.

Lisboa Parque das Nações

Oceanário de Lisboa e o mascote Vasco

Lisboa Parque das Nações

Oceanário de Lisboa

Lisboa Parque das Nações

Aquário gigante

Lisboa Parque das Nações

Aquário gigante


Ele conta também com algumas áreas mais abertas, onde ficam os pingüins, e tudo é muito bem organizado, bastando seguir o fluxo definido. As crianças adoram e no final do passeio o meu filho ainda se divertiu bastante em uma área interativa para crianças.

Lisboa Parque das Nações

Pinguins

Lisboa Parque das Nações

Arraia gigante


O belo mascote do Oceanário se chama Vasco e as crianças se identificam bastante com o personagem. Os vascaínos se sentem em casa!!! :mrgreen: Como sempre, o passeio termina em uma lojinha, que conta com vários produtos do Vasco e também do fundo do mar. Ele fica aberto de 10 as 19hs no inverno e a entrada custa €12 para adultos e €6 para crianças maiores do que 4 anos, o que é um pouco salgada para o país, mas que mesmo assim valeu muito a pena.

Depois desse belo passeio, aproveite para comer no shopping, que tem uma filial da famosa cervejaria Portugália, presente em vários pontos da cidade. Lá dá para comer um ótimo bacalhau, mas eu conto isso melhor depois no post dedicado aos restaurantes da cidade. Só para dar um gostinho, deixo aqui uma foto do bacalhau que comemos.

Lisboa Parque das Nações

Prato de bacalhau


No próximo post vamos finalmente falar do centro da cidade e suas atrações. Até lá!

Leia também:

Lisboa: Informações Básicas
Lisboa: Passeando por Belém
Lisboa: Passeando pelo centro
Onde comer em Lisboa
Vai alugar carro em Lisboa? Então veja essas dicas
Sintra

 
4 Comentários

Publicado por em Outubro 26, 2010 em Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , ,

Lisboa: Passeando por Belém

O primeiro local que visitamos em Lisboa foi a famosa Belém. Além de ser um dos locais mais famosos da cidade, estávamos doidos para provar logo o delicioso pastel de Belém, que já vínhamos sonhando desde a saída do Brasil. Belém fica um pouco afastada e portanto queríamos aproveitar para visitar logo essa região.

Para chegar a Belém, acho que a melhor maneira é tomando o eléctrico número 15 no Cais do Sodré ou Praça do Comércio (veja o trajeto abaixo). Saindo da estação de metrô do Cais do Sodré, o ponto do eléctrico fica bem em frente e não tem erro. Só tome cuidado para pegá-lo na direção correta, para isso basta conferir o painel indicativo no ponto, que indica as linhas que passam por ali e o seu trajeto. Em Belém você pode desembarcar em um dos 4 pontos principais, dependendo de que atração você pretende conhecer primeiro:

    1) Belém: para conhecer o Museu dos Coches
    2) Mosteiro dos Jerônimos: para conhecer o Mosteiro, o Padrão dos Descobrimentos e a confeitaria Pastéis de Belém.
    3) Centro Cultural de Belém: para conhecer o Centro Cultural (ponto menos turístico)
    4) Largo da Princesa: para conhecer a Torre de Belém

Lisboa Belém

Se você pretende visitar todas as atrações, o ideal é começar por uma das pontas e ir andando a pé ou de eléctrico até a outra ponta, seguindo sempre uma mesma direção. A caminhada é razoável e se você tem um passe diário, o eléctrico pode ser uma boa pedida em alguns trechos.

O monumento mais famoso é sem dúvida a Torre de Belém, construída por D. Manuel I no século XVI para a defesa de Lisboa junto ao rio Tejo e que permanece até hoje como um dos grandes monumentos do país, tendo sido inclusive declarado como patrimônio da humanidade pela Unesco. O monumento é realmente muito bonito e permite a visitação interna de terça a domingo no horário de 10h as 17:30h de outubro a abril, e de 10h as 18:30h de maio a setembro. O ingresso custa €5 e criança até 14 anos não paga, mas pode-se adquirir um ingresso conjunto com o Mosteiro dos Jerônimos por €10. Como esse último custa €7, você economiza €2. Infelizmente chegamos tarde e a torre tinha acabado de fechar, o que é uma boa desculpa para voltar a Lisboa em uma nova oportunidade.

Lisboa Belém

Torre de Belém


Saindo da torre você pode caminhar junto ao rio Tejo em direção ao Padrão dos Descobrimentos, que é um monumento em homenagem aos descobrimentos realizados pelo império português e representa o ponto de partida das embarcações que realizaram as grandes conquistas, incluindo aí o descobrimento do Brasil. É possível pegar um elevador para ver a vista do alto do monumento, mas sinceramente não achei que valia a pena.

Lisboa Belém

Padrão dos Descobrimentos

Lisboa Belém

Padrão dos Descobrimentos


Entre esses dois monumentos existem vários barzinhos bem transados ao longo do rio Tejo, que são pontos bem gostosos para tomar uma imperial, que é equivalente ao nosso chopp.

Lisboa Belém

Barzinho a beira do rio Tejo


Passando por uma passarela subterrânea, que atravessa a Av. da Índia, você desemboca na Praça do Império e dá de frente com o impressionante Mosteiro dos Jerônimos. Apesar de não ser a atração mais famosa dessa região, o mosteiro foi o que mais me impressionou e agradou. A arquitetura é realmente impressionante e ele é mais bonito ainda por dentro. Não é a toa que recebeu também o título da Unesco de Patrimônio da Humanidade. Ele foi fundado no ano de 1496 pelo rei D. Manuel I para homenagear o Infante D. Henrique e tanto a igreja, quanto a estrutura interna do mosteiro são belíssimos. A entrada para a igreja é gratuita, mas para o mosteiro é necessário pagar. Está aberto para visitação interna de terça a domingo no horário de 10h as 17:30h de outubro a abril, e de 10h as 18:30h de maio a setembro. O ingresso custa €7 e criança até 14 anos não paga, mas pode-se adquirir um ingresso conjunto com a Torre de Belém por €10.

Lisboa Belém

Mosteiro dos Jerônimos

Lisboa Belém

Mosteiro dos Jerônimos

Lisboa Belém

Igreja do Mosteiro dos Jerônimos

Lisboa Belém

Igreja do Mosteiro dos Jerônimos

Lisboa Belém

Pátio interno do Mosteiro dos Jerônimos

Lisboa Belém

Pátio interno do Mosteiro dos Jerônimos

Lisboa Belém

Mosteiro dos Jerônimos


Para terminar esse belíssimo passeio, nada melhor do que comer os deliciosos e originais Pastéis de Belém na confeitaria homônima que criou a receita (Rua Belém, 84). Ela foi criada em 1837 e até hoje faz os mais sensacionais pastéis seguindo a receita original. Nós comemos várias versões desse pastel, também chamado de pastel de nata em outros locais, já que o de Belém é só em Belém, e posso afirmar que esses são disparados os melhores. Eles são vendidos quentinho e literalmente derretem na boca. Você pode adicionar canela e açúcar, o que eu recomendo, para ficarem mais gostosos ainda. O único problema é que a confeitaria é hiper mega turística, portanto é praticamente impossível conseguir uma mesa e as filas dão volta na calçada. Mas não se assuste, pode entrar na fila para comprar para viagem que ela anda bem rápido. Você paga no caixa e pega os pastéis quentinhos no balcão ao lado e já está pronto para partir para rua. Além de gostosos, eles são muito baratos e custam somente €0.90. É isso mesmo!!! Mais barato do que os vendidos no Brasil! Minha sugestão: pense na quantidade de pastéis que você deseja e depois compre o dobro, pois com certeza você vai querer mais depois. :mrgreen: Dá para levar para o hotel e comer nos dias seguintes também.

Lisboa Belém

Confeitaria Pastel de Belém (pastéis quentinhos na bandeja!!!)

Lisboa Belém

Confeitaria Pastel de Belém

Lisboa Belém

Pastel de Belém


Depois desse passeio cultural e gastronômico, está na hora de voltar para o centro e aproveitar o restante da cidade para gastar as calorias adquiridas! 🙂 Basta pegar o eléctrico 15 novamente, que tem um ponto bem em frente a confeitaria.

Leia também:

Lisboa: Informações Básicas
Lisboa: Parque das Nações
Lisboa: Passeando pelo centro
Onde comer em Lisboa
Vai alugar carro em Lisboa? Então veja essas dicas
Sintra

 
5 Comentários

Publicado por em Outubro 22, 2010 em Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , ,

Lisboa: Informações Básicas

As férias acabaram (infelizmente!!!) e estou de volta! O lado bom é que conheci lugares maravilhosos em Portugal, Espanha e Itália e que poderei compartilhar aqui no blog. Como sempre, espero poder ajudar quem se aventurar por essas bandas. Vamos lá!

Lisboa Hotel Transporte

A primeira parada da nossa viagem foi a querida Lisboa. Pegamos um voo direto da TAP, que aliás foi uma das melhores companhias aéreas que já viajei, e chegamos em Lisboa pela manhã. Aviões modernos com tela individual, comissários simpáticos e comida acima do nível de outras companhias. Eu nunca tinha pisado em Portugal e achei uma sensação muito gostosa chegar na Europa e poder se comunicar na sua língua! Você se sente em casa! As minhas expectativas com relação à cidade vinham crescendo ao longo dos anos, através dos relatos de outros blogs e revistas, e posso afirmar que elas foram completamente atendidas. Cidade limpa e bonita, povo educado, boa estrutura, comida gostosa e o melhor de tudo: barata!

Antes de falarmos sobre as atrações turísticas (assunto para outros posts), vou começar com as sempre úteis informações básicas, indispensáveis para qualquer viagem. Para mais informações, acesse os excelentes blogs Viaje na Viagem, do Ricardo Freire, e Turomaquia, da Patricia de Camargo, de onde tirei muitas informações para a minha viagem.

Aeroporto

Chegando no aeroporto de Lisboa, é possível chegar no centro da cidade de táxi ou em ônibus específicos. Como o aeroporto não é muito longe do centro e o preço dos táxis é barato, a minha recomendação é sempre usá-los, principalmente se você estiver em grupos maiores. O táxi até o centro custa entre €10 e €15, o que é uma bagatela se comparada com outras cidades européias e até brasileiras! Além disso, ele te deixa na porta do hotel com todo o conforto sem você precisar ficar carregando mala. Só tome cuidado para não pegar os táxis especiais, que são bem mais caros e não possuem uma indicação clara. Por estar com bastante bagagem e carrinho de criança, apesar de estar na fila do táxi comum com taxímetro, acabaram me encaminhando para os táxis especiais, que são maiores e cobram um preço fixo. Eu só percebi isso no meio do caminho e acabei pagando bem mais caro na chegada. Na volta pegamos um táxi comun na rua e pagamos só €10, já incluindo o adicional pelas malas.

Hospedagem

Para se hospedar, acredito que a melhor região seja próxima a Praça dos Restauradores ou Praça do Rossio (vermelho), que é plana e dá para ir a pé até os bairros da baixa e alta, além de estar na porta do metrô. Tem muito comércio próximo, com várias lojas e restaurantes e bastante agito noturno. Consequentemente, essa é a região mais cara. Existem também ótimos hotéis ao longo da Avenida da Liberdade e próximos a Praça Marquês de Pombal (verde), que também contam com estações de metrô. Se você quiser economizar um pouco mais, existem bons hotéis um pouco mais distantes ao longo da Avenida Fontes Pereira de Melo (azul). Essa região também é bem guarnecida de metrô e ônibus e você chega rapidamente ao centro (10 minutos) de condução. Como nessa viagem estávamos em um grupo de 4 pessoas, foi nessa região que achei as opções mais acessíveis. Para procurar e consultar os preços de hotéis em Lisboa, clique aqui.


Encontrar hotéis com quarto quádruplos bons na Europa é bastante complicado, então acabamos optando por 2 quartos duplos no excelente hotel America Diamonds. O hotel foi totalmente renovado recentemente e todas as instalações estão bem novas, o que é uma raridade na Europa. Os quartos são bem confortáveis, banheiros ótimos e o café da manhã incluso da diária é bem diversificado e gostoso. Além disso tudo, a estação de metrô Picoas (ainda bem que tem um “o”!! :-)) fica literalmente na porta do hotel e para pegar ônibus é só atravessar a rua que tem um ponto em frente. A localização não é a mais nobre, mas é bem próxima do centro e o ambiente em volta é muito bom, com restaurantes, mercados e muitas lojas. Além disso, tem bastante vagas nas ruas próximas para quem está de carro alugado. Pelo preço que pagamos pelo quarto duplo (€70) e a qualidade do hotel, considero um excelente custo-benefício e recomendo.

Lisboa Hotel Transporte

Quarto do hotel America Diamonds

Lisboa Hotel TransporteLisboa Hotel Transporte

Lisboa Hotel Transporte

Salão do café da manhã

Lisboa Hotel Transporte

Café da manhã


Transportes

Lisboa é uma cidade com muitas opções de transportes públicos e você consegue chegar nas principais zonas turísticas sem nenhuma dificuldade. Tem metrô, ônibus (autocarros), eléctricos (carris) e até elevador para vencer as ladeiras da cidade.

Lisboa Hotel Transporte

Estação de metrô

Lisboa Hotel Transporte

Eléctrico


Para você andar nesses meios de transporte, antes é necessário adquirir um cartão recarregável, chamado de Viva Viagem ou 7 Colinas, que custa €0,50 com validade de 1 ano e pode ser comprado diretamente nas máquinas automáticas do metrô. No entanto, esse cartão tem uma pegadinha! Você só consegue carregar bilhetes de um tipo de transporte de cada vez, tendo que gastar tudo antes de carregar bilhetes de outros meios. A exceção são os bilhetes periódicos (diários, mensais, etc..), que uma vez carregados servem para qualquer tipo de transporte, inclusive o elevador de Santa Justa.

Lisboa Hotel Transporte

Se você não estiver de carro, vale muito a pena comprar o bilhete diário, que por apenas €3,75 te dá acesso ilimitado por 24 horas a todos esses meios de transportes. O bilhete individual de metrô, ônibus ou eléctrico custa €0,85, enquanto o elevador de Santa Justa custa €1,45. Fazendo as contas, dá para perceber que caso você faça mais de 4 viagens em 24h, o bilhete diário é mais vantajoso, isso sem considerar a utilização do elevador, que pode tornar o bilhete mais vantajoso ainda. É importante mencionar também que os eléctricos vendem bilhetes a bordo sem a necessidade de se adquirir nenhum cartão, só que eles são bem mais caros, €1,45 cada, o que não é nem um pouco vantajoso.

Lisboa Hotel Transporte

Máquina do eléctrico para compra de bilhete a bordo


Para adquirir um cartão Viva Viagem nas máquinas do metrô, veja o passo a passo abaixo. O sistema é bem simples de usar e você pode comprar vários bilhetes de uma vez só. Um detalhe importante é que as máquinas só aceitam notas de 5 e 10 euros, além de moedas é claro, apesar de constar a nota de 20 no painel. Portanto é sempre importante ter trocado para realizar essas compras.

Lisboa Hotel Transporte

Máquina automática do metrô


Primeiramente você escolhe se deseja comprar um novo cartão Viva Viagem ou apenas recarregar o que você já possui.

Lisboa Hotel Transporte

Em seguida informe quantos cartões deseja.

Lisboa Hotel Transporte

Na sequencia você deve informar que tipo de bilhete será carregado, se individuais ou diário. Para esse último caso, selecione a última opção “Diário Carris/Metro (24h)”.

Lisboa Hotel Transporte

Agora você deve informar quantos bilhetes deseja. No caso do diário, são quantos dias você utilizará e não quantos cartões. Esse detalhe é importante, pois pode gerar confusão. Se você selecionou, por exemplo, 3 cartões Viva Viagem na segunda tela e aqui selecionar “1 viagem”, serão emitidos 3 cartões com 1 diária cada. Isso fica mais claro na última tela de confirmação.

Lisboa Hotel Transporte

Se as informações na tela resumo (abaixo) estiverem ok, basta inserir o dinheiro na máquina que ao final ela imprime os bilhetes e ainda te dá o troco em moeda. Caso esteja errado, basta selecionar o botão “Cancelar” ou “Anterior” e corrigir. Repare que a medida que você insere o dinheiro, o valor que aparece na última linha “Faltam: X.XX” vai diminuindo.

Lisboa Hotel Transporte

O metrô é bastante moderno e chega em todas as regiões centrais da cidade, mas não chega até um dos bairros mais famosos: Belém. Para chegar lá basta tomar um eléctrico na estação Cais do Sodré. O ideal é combinar os transportes e ver o que é mais vantajoso. Por exemplo, da Praça dos Restauradores até o nosso hotel, apesar de existirem estações em ambos os locais, você é obrigado a trocar de linha, o que demora um pouco e pode ser cansativo caso você esteja com um carrinho de criança. Nesse caso, existem vários ônibus que fazem o trajeto direto e demoram bem menos, já que o trânsito é tranquilo. Para conhecer todos os trajetos de ônibus e eléctricos, acesso o site oficial http://www.carris.pt .

Lisboa Hotel Transporte

Mapa do Metrô de Lisboa (clique para ver o mapa em pdf)


Bem, depois dessas informações básicas, já estamos prontos para explorar a cidade nos próximos posts. Até lá!

Leia também:

Lisboa: Passeando por Belém
Lisboa: Parque das Nações
Lisboa: Passeando pelo centro
Onde comer em Lisboa
Vai alugar carro em Lisboa? Então veja essas dicas
Sintra

 
48 Comentários

Publicado por em Outubro 21, 2010 em Lisboa, Portugal

 

Etiquetas: , , , ,