RSS

Villa La Angostura e Cerro Bayo

Um dos passeios mais interessantes que fizemos foi o de Villa La Angostura. Tínhamos dúvidas se iríamos gostar, tanto que não estava no nosso planejamento original, mas não nos arrependemos, pois é muito bonito! Essa bela cidade fica localizada a apenas 83 Km de distância de Bariloche no outro extremo do Lago Nahuel Huapi. A estrada é muito boa e o trajeto dura em torno de 1 hora, só que como vocês poderão notar pelas fotos, a viagem acaba demorando quase o dobro, pois você para várias vezes para apreciar as belas paisagens e tirar algumas fotos.


As agências não ofereciam esse passeio, talvez por ainda não ser alta temporada, e existe a opção de se tomar um ônibus no terminal rodoviário até Villa La Angostura, mas acredito que a melhor opção mesmo seja alugar um carro, e foi o que fizemos. Além da flexibilidade de horário e conforto, que é sempre importante para quem viaja com crianças, viajando de carro você tem a liberdade de parar durante o caminho quantas vezes quiser e onde desejar. As paisagens no caminho são muito bonitas, pois você vai beirando o lago quase o tempo todo, portanto poder parar com calma para apreciar esses cenários é essencial. O caminho já vale a viagem!

Villa_la_Angostura_estrada_2

Villa_la_Angostura_estrada_3

Villa_la_Angostura_estrada_4

Apesar da neve nas montanhas, a estrada estava bem tranquila e só tinha um pouquinho de gelo nas laterais, portanto não afetava em nada a dirigibilidade.

Villa_la_Angostura_estrada_1

Villa_la_Angostura_estrada

Chegando a Villa La Angostura, logo nos encantamos com a Avenida Arrayanes, que é na verdade uma continuação da estrada e a principal via da cidade. Villa La Angostura é bem pequena, portanto é nessa avenida que ficam basicamente todas as lojas e restaurantes, mas também existem algumas ruas transversais. A fachada das lojas é toda padronizada de madeira e é bem gostoso passear e observar as vitrines. Muito bonitinha e, assim como em Bariloche, tem muitas lojas de chocolate para se deliciar.

Villa_la_Angostura_Av_Arrayanes_1

Villa_la_Angostura_Av_Arrayanes_2

Villa_la_Angostura_Av_Arrayanes_3

Ao final dessa avenida tem uma casinha onde fica o centro de informações turísticas da cidade, onde você poderá pegar um mapa gratuito e conseguir dicas preciosas. Nos ajudou bastante!

Villa_la_Angostura_Centro_Informacoes

Foi justamente com base nas dicas do centro de informações que descobrimos que poderíamos visitar facilmente o Lago Correntoso, que fica logo depois da cidade a caminho de San Martin de los Andes. Esse trecho já faz parte de outro passeio famoso na região, que é a Rota do Sete Lagos, que como o nome já indica, percorre sete lagos muito bonitos até chegar a San Martin. O Lago Correntoso é o primeiro desses lagos e fica colado em Villa La Angostura, portanto mesmo para quem não vai fazer a rota, como era o nosso caso, dá para visitá-lo tranquilamente e já ter um gostinho do que deve ser o passeio. A entrada para o lago é um pouco escondida e a dica da guia nos ajudou a encontrar, pois você tem que atravessar a estrada e pegar uma estradinha de chão que passa por debaixo da ponte. Para ajudar, tem uma placa de madeira com o nome do lago bem ao lado da entrada.

Lago_Correntoso_Placa

O Lago Correntoso é pequeno, mas bem bonito, com um tom esverdeado diferente das paisagens que já tínhamos visto até então. Não tinha ninguém no lago, provavelmente por ser escondido, portanto sentimos como se a paisagem fosse praticamente nossa!

Lago_Correntoso_1

Lago_Correntoso_2

Almoçamos no restaurante Loncomilla na Avenida Arraynes, mas apesar do ambiente agradável que nos atraiu, a comida estava bem ruim e o atendimento horroroso, portanto não recomendo.

Na volta, aproveitamos para conhecer a famosa estação de esqui Cerro Bayo, que também é outro grande atrativo da cidade. Ela é bem menor que Cerro Catedral em Bariloche, mas dizem que é mais exclusiva e tranquila. Como ainda não estava aberta para a temporada, não pudemos experimentar os serviços da estação e fomos mais para conhecer mesmo.

Cerro_Bayo_1

Cerro_Bayo_2

Cerro_Bayo_3

A estrada até Cerro Bayo é de chão e não andar para andar rápido, pois tem muita curva. O bom é que no caminho tem alguns mirantes para observar a paisagem que são também interessantes.

Cerro_Bayo_estrada

Cerro_Bayo_mirante_1

Cerro_Bayo_mirante_2

Além de todas as atrações típicas de Bariloche que já mencionei nesse e em outros posts, existem também outras opções bem interessantes ao redor da cidade. Os passeios lacustres de Puerto Blest + Lago Frías e Bosque de Arrayanes + lsla Victoria são bem famosos e vendidos em todas as agências da região. O primeiro estava na nossa lista devido a enorme beleza das paisagens que vimos nas fotos de parentes, amigos e internet, mas faltou tempo e achamos muito cansativo para nosso filho. Outros passeios bastante famosos são o do Cerro Tronador e da Rota do Sete Lagos, mas também que são mais cansativos para quem está com crianças, pois saem do hotel bem cedo e só voltam a noite.

Esse foi o último post sobre os passeios que realizamos em Bariloche. No próximo contarei sobre as nossas experiências culinárias na cidade e a impressão sobre alguns restaurantes. Até lá!

Acompanhe e curta também o Wazari no Facebook

Leia também:

Bariloche: onde se hospedar
Bariloche: um passeio pelo Centro
Bariloche: Cerro Otto
Bariloche: Circuito Chico e Cerro Campanário
Bariloche: Cerro Catedral
Bariloche: Piedras Blancas
O que fazer em Buenos Aires – Centro
O que fazer em Buenos Aires – Outras regiões
Buenos Aires: Um show de tango
Buenos Aires: Onde comer
Buenos Aires com crianças

 

Bariloche: Piedras Blancas

Continuando a série sobre Bariloche, nos últimos dias de nossa viagem fomos visitar e nos divertir no complexo Piedras Blancas, que é famoso pelas suas pistas de esquibunda, também conhecido por lá como trineo. Este fica localizado no Cerro Otto que mencionei anteriormente, mas possui um acesso específico e não é necessário teleférico para chegar. Para quem está no centro é um dos passeios mais perto, só que grande parte da subida é feita por meio de estrada de chão e não é recomendado andar rápido, especialmente se tiver nevado muito. Ao contrário dos outros passeios, dessa vez optamos pelo táxi, já que não existe transporte público até o complexo. Como era o primeiro dia oficial de abertura, estava bem vazio e não demoramos muita a chegar, mas isso nos causou um transtorno na volta. Nós imaginávamos que por ser uma atividade famosa que haveria táxis disponíveis para descer, ledo engano, pois não tinha nenhum disponível esperando. A única solução era chamar um táxi ou remis por telefone e esperar. Por sorte, acabamos encontrando na saída outro casal de brasileiros que estava na mesma situação que a gente e pegamos carona no remis que eles chamaram, portanto não esperamos quase nada, mas fica a dica para quem vai fazer o passeio, pois o ideal é deixar algo agendado com antecedência. Como as nuvens estavam baixas nesse dia, na subida acabamos ficando acima delas e o visual ficou bem bacana na estrada.

Bariloche_Piedras_Blancas_estrada

O principal objetivo de Piedras Blancas é sem dúvida nenhuma fazer o esquibunda, portanto se você não tem esse objetivo, o melhor é trocar por outro passeio, já que a vista é bonita, mas nada especial. Nesse caso a roupa de neve completa é essencial para encarar o contato constante com a neve nas pistas, além obviamente do frio. Caso não tenha, procure uma roupa boa para alugar, pois faz diferença.

Bariloche_Piedras_Blancas_entrada

Bariloche_Piedras_Blancas_visual

O complexo não é muito grande e conta com alguns poucos restaurantes e lojas na base, portanto nada perto da estrutura de Cerro Catedral. Logo na entrada tem uma cabine para comprar o bilhete que te dá direito a aproveitar tudo que eles oferecem. O pacote para fazer o esquibunda custava 300 pesos para adultos e 200 pesos para menores de 12 anos em junho de 2014 (360 e 240 na alta temporada) e dava direito a 6 subidas no teleférico e mais o aluguel do trineo. Existe também uma opção para quem só deseja subir e descer pelo teleférico para ver a vista, que custava 130 pesos para adultos e 100 para crianças (150 e 120 na alta). Você ganha um bilhete para prender no agasalho e a cada subida o fiscal faz um furo para controle, garantindo assim que você não ultrapasse as 6 subidas que tem direito. Para quem curte, eles oferecem também outro pacote para fazer tirolesa, mas nós não experimentamos. Veja aqui todos os preços de Piedras Blancas.

Bariloche_Piedras_Blancas_base.JPG

Bariloche_Piedras_Blancas_teleférico

São ao todo 5 pistas, mas como era ainda o primeiro dia da temporada e não tinha tanta neve, somente 1 pista estava liberada, o que nos frustou um pouco, pois queríamos experimentar pistas diferentes. De qualquer forma, para quem nunca tinha experimentado essa atividade, foi bastante divertido mesmo só com 1 pista e depois de algumas descidas já começava a ficar mais fácil. Qualquer um pode descer, mas achei que alguns trechos tinha pouca proteção para você não sair da pista e em algumas descidas a velocidade pode ser grande, portanto considero que poderia ser um pouco mais seguro. Esse fato me fez ficar junto com o meu filho o tempo todo para evitar qualquer problema. Por medo de danificar a câmera fotográfica, acabei não a levando para as descidas, portanto seguem algumas fotos de divulgação para vocês terem uma ideia.

piedrasblancas04 (1)

piedrasblancas17 (1)

Depois de descer algumas vezes, paramos para almoçar no restaurante do complexo, que é bem simples e tem poucas opções, mas a comida estava boa. É mais para matar a fome mesmo! No final das contas gostamos bastante e foi sem dúvida o passeio mais divertido da viagem! Muito indicado para quem viaja com crianças, pois elas são as que mais se divertem, mas os adultos não ficam muito atrás! :-)

Acompanhe e curta também o Wazari no Facebook

Leia também:

Bariloche: onde se hospedar
Bariloche: um passeio pelo Centro
Bariloche: Cerro Otto
Bariloche: Circuito Chico e Cerro Campanário
Bariloche: Cerro Catedral
O que fazer em Buenos Aires – Centro
O que fazer em Buenos Aires – Outras regiões
Buenos Aires: Um show de tango
Buenos Aires: Onde comer
Buenos Aires com crianças

 
1 Comentário

Publicado por em Setembro 3, 2014 in Argentina, Bariloche

 

Club Med Rio das Pedras: diversão garantida

O Club Med Rio das Pedras estava definitivamente há algum tempo na nossa lista de desejos e no final de semana retrasado finalmente fomos conhecê-lo. Recebemos um simpático convite da empresa para conhecer as novidades do resort e fomos lá conferir de perto! O Club Med é uma das redes mais antigas do mundo e tem filiais espalhadas por 26 países, inclusive mais 2 na Bahia (Itaparica e Trancoso), sendo famoso por suas atividades esportivas e animação dos seus GOs (Gentis Organizadores), um conceito criado pelo grupo e posteriormente copiado por outras redes. O resort de Rio das Pedras fica localizado entre Mangaratiba e Angra dos Reis em torno de 115 km do centro do Rio de Janeiro, portanto para quem vem da cidade a viagem leva em média 1h30, que é um tempo bem tranquilo e ideal até para um final de semana. Para quem mora em outros estados, o ideal é pegar um voo até o Rio de Janeiro e de lá seguir viagem. Ele trabalha no sistema all-inclusive, muito comum aqui no Brasil, mas como veremos mais adiante isso não se limita somente às refeições e bebidas, já que paticamente todas as atividades e aulas estão inclusas e você não precisa se preocupar em pagar nada por fora.

Club Med entrada

Club Med recepção

Por ter sido inaugurado no final da década de 80, a arquitetura dos prédios de apartamentos de 3 andares segue uma linha colonial mais clássica, portanto bem diferente de outros resorts praianos que já nos hospedamos.

Club Med prédios

Club Med prédios

Após o check-in, fomos acompanhados até o nosso quarto da categoria Deluxe, bem amplo e confortável e com vista para o mar. Os quartos estão todos renovados e muito bonitos. São ao todo 4 categorias de quartos e quase todos já renovados nos últimos anos, mas ainda existem quartos em processo de renovação, o que segundo o hotel, deve acontecer até o final do ano. Nosso quarto era excelente, sendo um cama de casal king-size e mais 2 camas de solteiro no quarto de cima, ou seja, o quarto tinha 2 andares. Como moramos em apartamento, não preciso nem dizer que meu filho adorou essa novidade de ter um quarto só para ele no segundo andar e com sua própria televisão!!!

Club Med quarto

Club Med quarto

Club Med quarto

Club Med quarto

O banheiro também ficou muito moderno e espaçoso com destaque especial para o chuveiro com uma ducha super relaxante.

Club Med banheiro

Club Med banheiro

Club Med banheiro

Em seguida partimos para conhecer o hotel e todas as suas instalações e dois detalhes nos chamaram a atenção, que acredito ser um diferencial positivo importante do resort. O primeiro foi a mistura do clima praiano com a paisagem de montanha ao fundo, já que o resort fica encravado entre a praia e a montanha, dando uma mistura bem bacana. Isso possibilita aos hóspedes curtirem atividades nesses dois mundos distintos da forma que desejar. Por exemplo, você pode fazer uma trilha na floresta logo pela manhã e em seguida dar um mergulho na praia! O outro detalhe é que apesar da grande quantidade de atividades, toda a estrutura do resort é bem compacta e você não precisa se deslocar muito para quase nada, deixando os ambientes mais integrados. Isso é muito bom para quem viaja em grupos ou com filhos um pouco maiores, pois todos podem curtir o que desejar e mesmo assim se esbarram o tempo todo. Nosso filho, que já tem 9 anos, ficou bem a vontade e não tínhamos a preocupação que teríamos em um resort gigante, onde encontrá-lo seria bem difícil.

Apesar de o clima ter ficado um pouco frio e fechado no primeiro dia, nos outros dias melhorou e pudemos aproveitar bastante o resort como ele merece. A praia é sem dúvida um dos principais pontos fortes do resort, com água bem calma, ideal para crianças, e muito bonita. A praia é particular e não muito grande, o que também dá uma boa tranquilidade.

Club Med Praia

Club Med Praia

A praia é ótima para relaxar, mas também tem atividades mais agitadas, como vôlei de praia, beach tennis, esqui náutico e wakeboard. Todo o material para a prática de esportes é cedido pelo próprio resort sem custo, inclusive o esqui náutico e wakeboard, que são esportes caros e as atividades mais disputadas do resort. A lancha fica passando o tempo todo carregando os hóspedes nas pranchas e até parece fácil olhando de fora, mas não é! Mesmo as crianças podem experimentar!

Club_Med_volei_praia

Club_Med_esqui_nautico

Não tenho certeza, mas acredito que um dos motivos para a escolha desse local pelo Club Med tenha sido o encontro do rio com a praia no canto direito da areia. Esse pequeno rio penetra pelo meio da floresta e corta o hotel em duas partes, dando um toque todo especial a paisagem do hotel, tanto de dia como pela noite.

Club Med rio

Club Med ponte

Além de muito bonito, aproveitamos o rio para andar de caiaque, que é uma atividade bastante disputada pelos hóspedes e em determinadas hora do dia era necessário esperar.

Club Med caiaque

Club Med caiaque

O complexo principal das piscinas não é muito grande, até por ser um resort mais antigo, mas achei que atendeu bem a demanda e tinha sol o dia inteiro. O bom é que as piscinas ficam juntas do bar e coladas na praia, portanto você praticamente pode curtir a praia e piscina ao mesmo tempo. O bar é bem grande e tem muitos atendentes, o que achei muito bom, pois raramente tinha que ficar esperando para pedir bebida, mesmo o resort estando praticamente lotado. É nessa área que ocorrem também grande parte das animações com os GOs, portanto fica bastante agitado.

Club med piscina

Club_med_piscina_animacao

Para quem quer algo mais calmo, eles inauguraram em 2012 uma piscina calma e um bar exclusivo ao final dos prédios de apartamentos, portanto do lado oposto do restante da área social, o que por si só já garante uma certa tranquilidade. Nesse espaço é proibido a presença de menores, justamente para manter o clima calmo. A piscina é bem bonita e tem uma espécie de borda infinita na divisa com a praia, o que garante um visual bacana e um clima mais romântico. Ao contrário das esteiras comuns da piscina principal, aqui eles disponibilizam também aquelas camas impermeáveis que nós adoramos para pegar um sol e relaxar. Pena que acabamos aproveitando pouco essa área para ficar mais próximo do nosso filho.

Club med piscina calma

Club med piscina calma

Club med piscina calma

Voltando a área social principal e atravessando a ponte sobre o rio chegamos a grande área esportiva do resort, que conta com 9 quadras de tênis, sendo 3 cobertas, ginásio poliesportivo, quadra de vôlei, quadras de squash e uma excelente academia com aparelhos bem novos. Tudo muito bem conservado. São oferecidas aulas de tênis gratuitas para quem desejar, independente do seu nível técnico, o que achei muito legal. Até as crianças têm aula específica. Como vocês podem notar, o resort tem um enfoque muito grande em atividades esportivas e é reconhecido mundialmente por isso. Para famílias que gostam muito de esporte, como é o nosso caso, é sensacional! Meu filho é simplesmente fanático por esportes e joga quase tudo, portanto ele ficava trocando o dia inteiro de atividade e só parava para jantar e dormir porque não tinha jeito, já que as atividades encerravam no final da tarde.

Club_Med_tenis

Club_Med_tenis_criancas

Club_Med_ginasio

Club_Med_academia

Eles possuem também um estande de arco e flecha para a prática desse esporte que não é comum no nosso dia-a-dia. Nós nunca havíamos experimentado e simplesmente adoramos! Não vemos a hora de poder praticar de novo! Parece bem difícil, mas quando você eles te ensinam a técnica e você ganha uma certa prática já começa a acertar o alvo com uma certa frequência. Óbvio que acertar no meio é praticamente impossível, mas só de acertar as bordas já ficamos bem felizes! As crianças também podem praticar, mas ficam mais próximas do alvo para facilitar.

Club_Med_Arco_flecha

Além de todas essas atividades, eles também oferecem campo de futebol, aulas de ginástica, hidroginástica, alongamento e uma caminhada pela floresta, mas admito que não fizemos essa última por preguiça, já que acontecia bem cedo. Quem foi gostou bastante e disse que o visual é bem bacana. Em quase todas as atividades que eu citei os GOs participam e animam os hóspedes para que todos se divirtam, seja dando aulas, coordenando as atividades e até jogando junto. Todos bem simpáticos e animados!

Também do outro lado do rio fica o Mini Club e Petit Club, que são áreas exclusivas para crianças menores. Achei a estrutura muito boa, com 3 casas fechadas cheia de brinquedos e atividades, além de um espaço para dormir bem fofinho. As crianças também contam com um campo de futebol pequeno e uma piscina exclusiva com um brinquedão excelente! São vários GOs tomando conta dos pequenos e fazendo atividades com eles o dia inteiro. Como meu filho já está um pouco maior, não ficou em nenhum momento nessa área, portanto não tenho como avaliar os serviços e atividades do mini clube. No entanto, existe também um outro grupo de GOs acompanhado as crianças mais velhas e executando atividades mais avançadas, sendo que meu filho participou de algumas e sempre foi bem recebido.

Club Med miniclube

Club Med miniclube

Club Med miniclube

Club Med miniclube

Club Med miniclube

No último mês de junho o Club Med lançou sua mais recente novidade: o espaço “Coca-Cola Teen”. Essa é uma parceria do resort com a empresa de bebidas para oferecer um espaço para o público adolescente, que até então não tinha um espaço exclusivo para chamar de seu. O ambiente é bem moderno e tecnológico, com várias opções de atividades físicas e lúdicas. Na parte interna os adolescentes podem se divertir com jogos de tabuleiro e eletrônicos. No entanto foi a parte externa que achamos mais interessante, com jogo de totó, bar cheio de guloseimas e um lounge exclusivo com músicas selecionadas e até um espaço para eles brincarem de DJ. Destaque especial para os banquinhos exclusivos da Coca-Cola, que ficaram muito criativos e chamam a atenção!

Club med coca teen

Club med coca teen

Club med coca teen

Club med coca teen

Club med coca teen

Club med coca teen

Para encerrar os dias, o resort conta com um teatro não muito grande onde todas as noites as crianças assistem e/ou participam de alguma peça infantil e depois tem um show para adultos. Esses shows são performados pelos próprios funcionários do resort, portanto não espere algo grandioso ou estilo Broadway, pois o espírito é mais para se divertir. Mesmo assim dá para notar que alguns funcionários possuem talentos artísticos especias! A última noite foi bem bacana, pois eles ensaiaram com as crianças durante o dia e fizeram um espetáculo musical só com elas, para delírio e babação dos pais corujas na plateia.

Club_med_show

Club_med_show

Club_med_show

Na noite de sábado rolou até fogos de artifício bem bonitos após o show na área da piscina, o que nunca tinho visto em outros resorts.

Club Med fogos

Bem, depois de tanta atividade vamos agora falar das refeições, que com certeza é uma parte importante da experiência. No restaurante principal, que também foi renovado nos últimos anos, são servidas as 3 refeições em estilo bufê separadas em várias ilhas específicas. A decoração está bem bonita e existem muitas opções. Achamos o jantar a melhor refeição de todas, pois além das opções tradicionais, conta com diversos pratos mais gourmet indicados pelo chef, também chamados de “Sugestões do Chef”, e de excelente qualidade.

Club med restaurante principal

Club med restaurante principal

Club med restaurante principal

Club med restaurante principal

Já o café da manhã e almoço são mais comuns e menos requintados, sendo que no primeiro o destaque especial vai para o delicioso e quentinho pain au chocolat, típica iguaria francesa que não poderia faltar em uma rede desse país, até porque os hóspedes franceses eram bem numerosos.

Club med cafe

Club med cafe

Club med cafe

Além do restaurante principal, o resort conta também com o restaurante Jangada, localizado depois do rio e próximo as quadras esportivas. Nele são servidos café da manhã e almoço após o horário, ou seja, depois de que o principal encerrou suas atividades, além de lanches durante todo o período da tarde para quem quiser fazer uma boquinha. Achamos que o lanche poderia ter mais variedades, mas nada que comprometa. No entanto, o grande destaque fica para o jantar, quando o restaurante serve especialidades brasileiras no sistema à la carte. São poucos lugares disponíveis, portanto é necessário fazer uma reserva no dia anterior, já que é muito disputado. O motivo é simples: a comida é sensacional! O cardápio é limitado e você escolhe uma entrada, um prato principal e sobremesa, mas tudo de altíssimo nível e extremamente gourmet. Pedimos um risoto de entrada e um bacalhau divino como prato principal, além do tradicional petit gateau de sobremesa. Foi disparada a nossa melhor refeição!

Club Med jantar

Club Med jantar

Club Med jantar

Club Med jantar

Além dos restaurantes, no sábado eles realizaram um churrasco junto às piscinas e à praia que estava bem gostoso. Ideal para quem quer almoçar ao ar livre ou ter que se vestir para ir ao restaurante.

Club Med Churrasco

Por último, o Club Med oferece também alguns serviços extras na área da recepção, como sua boutique exclusiva, cabelereiro (pago) e cyber club gratuito.

Club Med Loja

A não ser que você tenha colocado alguma despesa no seu quarto, o check-out é bem simples e rápido, bastando você depositar os cartões da chave do quarto e toalhas de piscina na urna da recepção.

* Viajamos a convite do Club Med

 
5 Comentários

Publicado por em Agosto 26, 2014 in Brasil, Mangaratiba, Resorts, Rio de Janeiro

 
 
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 1.460 outros seguidores