RSS

Granada: onde se hospedar e comer

No próximo destino na Andaluzia foi a histórica cidade de Granada, onde fica Alhambra, um das atrações mais conhecidas de toda a Espanha e que é considerada uma das grandes maravilhas do mundo. Vou falar melhor sobre Alhambra em um post específico mais para frente. Agora vou focar em dicas práticas sobre onde se hospedar e comer em Granada.

O centro turístico e histórico de Granada não é muito grande e dá para se conhecido tranquilamente a pé, portanto qualquer hotel nessa redondeza está bem localizado. Nós optamos pelo excelente Hotel Vincci Albayzín, um 4 estrelas localizado na Carrera de La Virgen, que é uma comercial muito bonita com uma calçada de pedestres no centro. Achamos a localização ótima, pois ficava próxima de todas as atrações e ainda tinha um comércio vizinho muito bom, com destaque especial para El Corte Inglês.

Granada_Hotel_Vincci

Granada_Carrera_de_la_Virgen

O hotel é muito bonito e requintado e realmente nos surpreendemos pela qualidade das instalações em virtude do preço barato que conseguimos. O salão do café da manhã é lindo, apesar de nossa diária não incluir essa refeição, e ainda existe um bom bar de tapas dentro do próprio hotel, que é uma excelente opção para quem deseja comer bem nos dias mais cansativos, quando você não quer andar muito para comer. Também experimentamos pedir comida no quarto para as crianças em um dos dias e estava muito bom! O atendimento de toda a equipe sempre foi muito cordial e prestativo.

Granada_Hotel_Vincci_Salao

Granada_Hotel_Vincci_Salao_2

Granada_Hotel_Vincci

Granada_Hotel_Vincci_Tapas

Granada_Hotel_Vincci_Tapas_1

Os quartos eram bem luxuosos e confortáveis e foi sem dúvida nossa melhor hospedagem da viagem. Para quem chega de carro, como foi o nosso caso, existem vagas exclusivas para desembarque na frente do hotel e manobristas que guardam seu carro em uma garagem do próprio hotel por um custo diário. O Wifi também é gratuito e funciona muito bem. Gostamos bastante!

Granada_Hotel_Vincci_Quarto

Granada_Hotel_Vincci_Quarto

Granada_Hotel_Vincci_Banheiro

Além do próprio bar do hotel que mencionei acima, experimentamos outros restaurantes na cidade, com boas e más experiências. A primeira foi a pior. Fomos ao Restaurante Carmela, bem avaliado no Tripadvidor e cujo ambiente era bem agradável. A entrada até que estava boa e os pratos são muito fotogênicos, portanto a expectativa era a melhor possível. No entanto o atendimento era horroroso e foi só experimentar a comida para nossa decepção aumentar. Todos os pratos, sem exceção, tinham um gosto doce muito sem graça, independente se eram carnes ou massas. Olha, eu adoro doce e sou fã de comidas que misturam salgado com doce, mas essa comida era simplesmente intragável. Achei que fosse só o meu prato e tinha dado azar na escolha, mas todos os pratos da mesa seguiam a mesma linha e ninguém conseguiu comer direito. Pagamos caro e saímos com fome, portanto não recomendo!

Bem, o bom é que tivemos outras boas experiências na cidade para apagar essa mal impressão. O melhor foi sem dúvida o Mesón el Trillo (Calle Algibe de Trillo, 3), um excelente restaurante gourmet no histórico bairro de Albaicín. Ele fica escondido em uma das ruazinhas do bairro e tem uma parte externa e outra interna, ou seja, o ambiente é muito agradável e gostoso, principalmente em dias ensolarados.

Granada_Restaurante_Meson_El_Trillo

O atendimento também é excepcional e fomos servidos pessoalmente por um dos donos que era muito atencioso e nos deu várias dicas interessantes. Para quem viaja com crianças esses restaurantes gourmet são sempre mais complicados, mas o dono nos deixou pedir o que quiséssemos para os pequenos, mesmo não estando no cardápio. Comida maravilhosa e muito saborosa, com destaque especial para o petit gateau de chocolate com sorvete de amora de sobremesa, que estava simplesmente sensacional!

Granada_Restaurante_Meson_El_Trillo

Granada_Restaurante_Meson_El_Trillo

Granada_Restaurante_Meson_El_Trillo

Granada_Restaurante_Meson_El_Trillo

Granada_Restaurante_Meson_El_Trillo

Granada_Restaurante_Meson_El_Trillo

Outro bom restaurante que experimentamos foi La Botillería (Calle Varela, 10), que fica no centro da cidade. As comidas não eram nada de excepcionais, mas estavam boas. Você pode optar pelos várias opções de tapas ou pratos tradicionais, portanto agrada a todos os gostos.

Granada_Restaurante_La_Botilleria

Granada_Restaurante_La_Botilleria

Granada_Restaurante_La_Botilleria

Granada_Restaurante_La_Botilleria

Acompanhe e curta também o Wazari no Facebook

Leia também:

Sevilha: onde ficar e como se deslocar
Sevilha: um passeio pela cidade – parte 1
Sevilha: um passeio pela cidade – parte 2
Sevilha: onde comer
Córdoba
Ronda: uma linda cidade dos Pueblos Blancos

 
2 Comentários

Publicado por em Abril 29, 2015 in Espanha, Granada

 

Etiquetas: , , , ,

Ronda: uma linda cidade dos Pueblos Blancos

Depois de visitar Sevilha e Córdoba, alugamos um carro e fomos visitar a bela e pequena cidade de Ronda, que é a mais famosa cidade da “Rota dos Pueblos Blancos“. O nome se deve ao fato de que essas cidades são todas predominantemente brancas e normalmente se localizam no alto de montanhas e com ótima vista das paisagens ao redor. Para chegar a Ronda levamos um pouco menos de 2 horas a partir de Sevilha e a estrada foi bem tranquila e passamos por belas paisagens no caminho.


Chegando a Ronda o primeiro desafio é onde estacionar, pois não tem tanto espaço assim. Nós acabamos por cruzar a ponte até a cidade velha e achamos um ótimo estacionamento rotativo na Plaza Duquesa de Parcent bem ao lado da prefeitura, portanto fica a dica. Nessa praça fica também a Igreja Santa Maria la Mayor, uma das mais importantes atrações da cidade. Você tem que pagar para entrar, mas vale cada centavo, pois a igreja é linda!


Ronda_Igreja_Santa_Maria_la_Mayor

Ronda_Igreja_Santa_Maria_la_Mayor

Ronda_Igreja_Santa_Maria_la_Mayor

Ronda_Igreja_Santa_Maria_la_Mayor

Saindo de lá fomos passear pelas ruazinhas estreitas da cidade velha. As casinhas brancas são realmente um charme e é muito gostoso passear sem rumo.

Ronda

Ronda

Ronda

Ronda

A cidade velha é pequena e logo chegamos a famosa Puente Nuevo que atravessa o desfiladeiro do Rio Tajo. É realmente bem alto e o desfiladeiro é de perder o fôlego! Visual muito bonito e a cidade parece flutuar naquela altura! Aproveite para observar o visual dos dois lados da ponte.

Ronda Puente Nuevo

Ronda Puente Nuevo

Ronda Puente Nuevo

Ronda Puente Nuevo

Atravessando a ponte chegamos a parte mais nova da cidade, onde fica a Plaza de Toros de Ronda, que é menor que a de Sevilha. Nós acabamos não visitando por dentro.

Ronda Plaza de Toros

Bem próximo fica também a agradável Plaza del Socorro, onde resolvemos experimentar um churros com chocolate na Cafetería Las Campanas, mas não gostamos muito.

Ronda_Plaza_del_Socorro

Ronda_Churros_Chocolate

Para terminar o dia, fomos comer na Calle Nueva, que é uma rua de pedestre cheia de restaurantes interessantes. Pegamos algumas avaliações na internet e acabamos optando pelo Restaurante Casa Quino e não nos arrependemos. Atendimento muito atencioso e comida deliciosa e farta. A tradicional paella estava sensacional e saímos bem satisfeitos!

Ronda Calle Nueva

Ronda_Restaurante_Casa_Quino_3

Ronda_Restaurante_Casa_Quino

Ronda_Restaurante_Casa_Quino_3

Ronda_Restaurante_Casa_Quino_3

Acompanhe e curta também o Wazari no Facebook

Leia também:

Sevilha: onde ficar e como se deslocar
Sevilha: um passeio pela cidade – parte 1
Sevilha: um passeio pela cidade – parte 2
Sevilha: onde comer
Córdoba

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Abril 19, 2015 in Ronda

 

Etiquetas: , , , ,

Córdoba

Nosso próximo destino na Andaluzia foi a bela cidade de Córdoba, que fica a apenas 40 minutos de trem de Sevilha. Por ser tão perto, optamos por dormir em Sevilha mesmo e fazer um bate-volta. É uma ótima opção para não ter que ficar trocando de hotel, já que Córdoba é pequena e dá para conhecer tranquilamente em 1 dia.

Ao desembarcar na estação de trem, o ideal é pegar um ônibus da linha 3, cujo ponto é vizinho a estação, que te deixa bem no centro histórico e você pode fazer tudo a pé a partir de então. Todas as principais atrações ficam nessa região e depois basta tomar um ônibus de volta até a estação. O ponto ideal para saltar é na Calle San Fernando, bastando em seguida caminhar pelas estreitas ruas do centro antigo até a principal atração da cidade: Mesquita de Cordoba.

A Mesquita é um dos símbolos da Andaluzia e da ocupação moura na região, sendo um dos cartões postais mais importantes da Espanha. Construída no século X pelo emir Abderramão III como um símbolo da religião islã na região, foi posteriormente transformada em catedral após a reconquista e expulsão dos árabes. No entanto, toda a arquitetura e beleza da construção original foi bastante preservada, garantindo uma visita inesquecível.

Cordoba_Mesquita

Cordoba_Mesquita

A Mesquita é bem grande e ocupa uma grande área do centro histórico da cidade. É conhecida mundialmente pelos seus lindos arcos que se estendem por quase toda sua extensão. Destaque também para as paredes entalhadas e a sala dos tesouros. Não tem como o visitante não se encantar com tanta beleza e originalidade! Visita imperdível!

Cordoba Mesquita

Cordoba Mesquita

Cordoba Mesquita

Cordoba Mesquita

Cordoba Mesquita

Cordoba Mesquita

Cordoba Mesquita

Continuando o passeio sugiro ir áte a Calle Ronda de Isaca, que beira o rio Guadalquivir, para observar a bela e fotogênica Ponte Romana.

Cordoba Arco

Cordoba_Ponte_Romana

Cordoba_Ponte_Romana

Caminhando ao longo do rio chega-se rapidamente ao Alcázar de los Reyes Cristianos, palácio fortificado que já foi residência dos Califas de Córdoba, durante a dominação moura, e posteriormente dos Reis Católicos. É possível subir até suas torres para observar o visual ao redor, sendo essencial para sua defesa durante os conflitos. A construção em si, apesar de imponente, não é muita bonita por dentro e me decepcionou um pouco, pois esperava algo mais próximo do Alcazar de Sevilha. No entanto, seus jardins são belíssimos e rendem ótimas fotos para os visitantes.

Cordoba Alcazar

Cordoba Alcazar

Cordoba Alcazar

Cordoba Alcazar

Para terminar o passeio pela cidade, sugiro uma caminhada com calma pelas belas ruelas do Bairro de Juderia, que é o bairro histórico judeu dentro das muralhas que cercam o centro histórico. As pequenas ruas de pedestre são típicas e arquitetura das construções muito interessantes. O comércio é bastante variado e são vendidos diversos produtos artesanais da cultura moura, portanto ótimo para comprar uma lembrancinha.

Cordoba Juderia

Cordoba Juderia

Cordoba Juderia

Infelizmente o restaurante que havíamos selecionado para almoçar não estava aberto, o que é muito comum nessa época, já que vários comerciantes aproveitam o inverno para tirar férias e fecham seus estabelecimentos. Por esse motivo é sempre importante ter um plano B. Nós não tínhamos, portanto acabamos comendo no restaurante vizinho Bodegas Mezquita, que nos pareceu agradável. A comida não teve nada de especial ou memorável, mas também não foi ruim. Comemos bem, mas sinceramente se voltasse a cidade eu procuraria outra opção melhor.

Cordoba_bodegas_mesquita_1

Cordoba_bodegas_mesquita_1

Cordoba_bodegas_mesquita_1

Cordoba_bodegas_mesquita_1

Acompanhe e curta também o Wazari no Facebook

Leia também:

Sevilha: onde ficar e como se deslocar
Sevilha: um passeio pela cidade – parte 1
Sevilha: um passeio pela cidade – parte 2
Sevilha: onde comer

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Abril 9, 2015 in Córdoba, Espanha

 

Etiquetas: , , , ,

 
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 1.560 outros seguidores