RSS

Arquivo da Categoria: Madri

Madri, onde comer é um prazer

Na última vez em que estive Madri fiz um post com várias dicas sobre onde comer na cidade. Dessa vez, eu acabei voltando em algumas dessas indicações, como o imperdível Mercado de San Miguel, mas não perdi a oportunidade para explorar novas opções. Afinal, Madri é uma cidade com uma vasta oferta de grandes opções e para melhorar os preços estão baratíssimos devido a crise econômica que assola a Europa no momento. A Espanha vem sofrendo muito, portanto os restaurantes tiveram que se adaptar a essa nova realidade. Torço para que o país se recupere logo dessa crise, pois gosto muito da Espanha e do seu povo, mas por enquanto vamos aproveitando para comer bem e barato!

Mercado de San Anton (Calle de Augusto Figueroa, 24)

Madri-Mercado de San Anton 1

Aproveitando o sucesso do Mercado de San Miguel, esse mercado é uma das mais recentes novidades da cidade e segue o mesmo estilo do seu antecessor. Fiquei sabendo dessa novidade pela Patrícia, do excelente blog Turomaquia, que mora na Espanha e tem várias dicas sobre a cidade.

Madri-Mercado de San Anton 2

O mercado tem três andares bem divididos, facilitando a vida dos clientes e seus interesses distintos. No primeiro andar fica o mercado mais tradicional, com várias bancas vendendo os mais diversos produtos típicos para vocês levar para casa. São bem bonitos e dá vontade de levar tudo para casa, mas vale mais a pena para quem mora na cidade, ou está em algum hotel ou apartamento com mais estrutura.

Madri-Mercado de San Anton 3

Madri-Mercado de San Anton 4

No terceiro andar fica um restaurante que parece bastante interessante, mas que infelizmente não tive a oportunidade de experimentar. No entanto, é no segundo andar que fica o maior movimento e burburinho. São vários estandes vendendo comidas típicas para comer na hora, sendo que encontrei iguais ao do San Miguel. A noite fica bem cheio e em alguns locais é até difícil caminhar, mas vale muito a pena. Dá vontade de comer tudo! Uma diferença que notei é que o público é basicamente todo local e não me lembro de ter visto nenhum turista (pelo menos que eu saiba) ou ouvido outra língua que não o espanhol, ao contrário de San Miguel, onde os turistas são bem frequentes e vejo muitos brasileiros. Achei uma excelente opção para se provar algumas tapas ou pintxos!

Madri-Mercado de San Anton 5

Madri-Mercado de San Anton 6

Madri-Mercado de San Anton 7

Madri-Mercado de San Anton 8



Lateral

Madri-Restaurante Lateral 1

Esse restaurante possui várias filiais espalhadas pela cidade. O ambiente é bem estiloso e requintado e excelente para curtir ao final do dia. Eles realmente se preocupam com os detalhes e o atendimento é bem eficiente. Para ajudar na agilidade, veja que barato essa maquinazinha abaixo que eles colocam a mesa para que o cliente chame o garçom, ou peça a sua conta. Achei o maior barato e funciona mesmo!

Madri-Restaurante Lateral 2

Madri-Restaurante Lateral 7

O foco desse restaurante são as tapas requintadas. Existem várias opções bem diferentes e bastante saborosas, sendo que os preços não são caros. O bom é que você pode experimentar várias opções do cardápio. Gostei bastante de tudo, tanto que voltei outro dia para degustar novas opções.

Madri-Restaurante Lateral 3

Madri-Restaurante Lateral 4

Madri-Restaurante Lateral 5

Madri-Restaurante Lateral 6



Astrid & Gastón (Paseo de la Castellana nº 13)

Madri - Astrid e Gaston 1

Esse renomado restaurante de culinária peruana do chefe Gastón Acurio tem filiais espalhadas por vários países e quando soube que também tinha em Madri, não tive dúvidas em conhecê-lo. O restaurante tem um ambiente bem elegante e fino, o que dá a impressão que será extremamente caro, mas não é. Felizmente, ou infelizmente, graças a crise econômica que mencionei anteriormente, mesmo em um restaurante mais estrelado como esse os preços estavam bem abaixo do esperado. Sendo assim, aproveitei para provar o menu degustação do chefe, que conta com várias iguarias típicas peruanas. Para começar os trabalhos, algumas entradinhas diferentes, como essas broas de milho deliciosas, e um pisco sauer para acompanhar. Desculpe pela qualidade das fotos, pois estava sem a minha máquina e tirei tudo com o celular mesmo!

Madri - Astrid e Gaston 2

Madri - Astrid e Gaston 3

Na sequência eles servem vários pratos gostosos e alguns sabores bem originais e diferentes do que estamos acostumados. Não me lembro de todos os pratos, mas experimentamos ceviche, polvo, frango ao ají e um risoto de frutos do mar. O menu ainda conta com uma sobremesa maravilhosa, que de tão gostosa acabei esquecendo de tirar uma foto, mas fica pelo menos o registro dos docinhos de cortesia ao final!

Madri - Astrid e Gaston 4

Madri - Astrid e Gaston 5

Madri - Astrid e Gaston 6

Madri - Astrid e Gaston 7

Madri - Astrid e Gaston 8



Gastromaquia (Pelayo 8)

Madri-Restaurante Gastromaquia 1

Descobri esse restaurante por acaso pesquisando opções no Tripadvisor. Como as avaliações eram muito boas e as fotos dos pratos chamavam a atenção, resolvi experimentar. Como os comentários já indicavam, pude comprovar que o restaurante é bem pequeno e a decoração muito simples, lembrando mais uma lanchonete. Quem olha de fora realmente não dá nada pelo restaurante! Se não tivesse lido a indicação no Tripadvisor antes, confesso que nunca entraria, mas não se deixem levar pelas aparências, pois a comida é ótima e o atendimento super simpático. Os donos são de Barcelona e como o local é pequeno, acabam batendo papo com quase todos os clientes. Aproveitei para treinar meu espanhol e perguntar sobre a rivalidade entre Madri e Barcelona.

A comida é bem original também, com várias invenções próprias e muito fotogênicas. Baseado nas fotos e indicações da internet, pedi logo uma entrada de queijo de cabra quente com uma crosta de mel por cima que tinha me deixado com água na boca. Não me arrependi!

Madri-Restaurante Gastromaquia 2

Madri-Restaurante Gastromaquia 3

Para o pato principal, não tive dúvidas e fui logo na especialidade da casa: pulpo a la plancha con espuma de patatas. Bem diferente e gostoso e um dos melhores polvos que já comi! Só de lembrar já me deixa com vontade voltar! :-)

Madri-Restaurante Gastromaquia 4


Acompanhe e curta também o Wazari no Facebook



Leia também:

Madri: Informações Práticas
Uma volta por Madri
Madri: onde comer
Atlético de Madrid: como é assistir a um jogo
Barcelona
Toledo
Segóvia
Salamanca

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Abril 30, 2013 in Espanha, Madri, Restaurantes

 

Etiquetas: , , ,

Atlético de Madrid: como é assistir a um jogo

Na última vez que estive em Madri consegui assistir a um jogo do Atlético de Madrid em seu estádio Vicente Calderón. Na verdade eu queria assistir a algum jogo do Real Madrid, mas como não tinha jogo deles em casa na semana em que estive lá, não foi possível. Como eu já conheço o estádio Santiago Bernabeu de outra viagem (veja aqui), acabou que foi uma ótima desculpa para conhecer Vicente Calderón, que é um estádio bastante tradicional. Além disso, o Atlético de Madrid está com um time bom no momento e foi bem interessante poder acompanhar um jogo com seus principais jogadores, como Falcão e Adrián.

O primeiro passo para assistir a um jogo é comprar as entradas, o que é bem tranquilo. Você pode acessar a seção específica para entradas no site oficial, ou ir diretamente para o site Ticketmaster, que é revendedor oficial do time e tem um site específico para ele. Basta selecionar o jogo desejado e seguir as instruções para realizar a compra, que são bem auto explicativas. Não tive problemas com meu cartão de crédito, que foi aceito normalmente. Todos os lugares são marcados, o que é uma maravilha para quem está acostumado a assistir jogos aqui no Brasil, onde a bagunça impera. Para ajudar na escolha do assento, veja o mapa do estádio abaixo.

Mapa Vicente Calderón

Uma vez comprado o ingresso, você deve apanhá-los antes do jogo em qualquer terminal ServiCaixa de ”la Caixa”, pois não é oferecido a opção de impressão em casa. Para imprimi-los no terminal, basta você inserir o cartão de crédito utilizado na compra, portanto é importante ficar atento e garantir que você compre com um cartão que você vá levar em sua viagem, senão não conseguirá pegar os ingressos. Para localizar o terminal mais perto de você, acesse esse endereço.

Atletico de Madrid - Ingresso 1

Atletico de Madrid - Ingresso 2

Outra dica importante, é que nem todos os terminais permitem que você imprima o ingresso e você não tem como saber até chegar lá. Pelo menos foi isso que aconteceu comigo no primeiro terminal. Eu inseria meu cartão e a opção para “recogida de entradas” não habilitava de jeito nenhum e já estava até achando que meu cartão não estava sendo reconhecido e perderia o jogo. Fui para outro terminal na Gran Via e já tudo funcionou normalmente, portanto se você tiver problemas no terminal, tente ir a outro por segurança. Por esse motivo é bom ter em mãos os endereços de todos os terminais mais próximos e não somente um. Tirando esse problema, achei o sistema bem fácil de entender e você pode ver o passo-a-passo nas telas abaixo.

Atletico de Madrid - Ingresso 3

Atletico de Madrid - Ingresso 4

Atletico de Madrid - Ingresso 5

Com o ingresso em mãos basta se dirigir ao estádio na hora do jogo, o que achei bem tranquilo também, apesar da boa quantidade de torcedores. Basta pegar o metrô e saltar na estação Pirâmides ou Puerta del Toledo e andar algumas quadras até o estádio, pois não é longe. Se tiver dúvidas, basta seguir a leva de torcedores que não tem erro. No caminho você vai se deparar com diversas barraquinhas vendendo artigos do time, que é bem comum aqui no Brasil também. Depois de andar um pouco, você já verá o estádio de longe e começará a sentir o clima contagiante da torcida.

Atletico de Madrid - Barraca

Atletico de Madrid - Estádio Externo

Antes de entrar no estádio, sugiro uma passadinha na bela loja oficial do clube que fica no térreo e acessível a qualquer pedestre. Como em qualquer lugar, os produtos oficiais não são muito baratos, mas mesmo que você não pretende comprar nada, vale a pena dar uma olhadinha.

Atletico de Madrid - Loja 1

Atletico de Madrid - Loja 2

Entrando no estádio fiquei um pouco decepcionado com a estrutura, pois esperava algo mais moderno e com mais opções. O campo de jogo é muito bom, como já era esperado, mas o estádio em si já está um pouco velho e os assentos na arquibancada são apertados. O lado positivo é a visão do jogo, que é excelente mesmo para quem fica na arquibancada e nos lugares mais distantes. Eu consegui um lugar mais na frente, mas se fosse um pouco mais para trás não teria problemas. Deu para acompanhar bem o jogo! Como era novembro, fazia um frio razoável, portanto nessas épocas é bom ir bem agasalhado, pois o estádio é todo aberto e o vento pode incomodar.

Atletico de Madrid - Estádio Interno 1

Atletico de Madrid - Estádio Interno 2

O jogo não foi tão emocionante, pois o outro time era bem mais fraco, mas as principais estrelas jogaram bem e acabaram definindo a partida, que acabou 2 a 0 para o time da casa. Notei também que a torcida tinha muita gente mais velha e que já se conheciam há anos, o que é natural para um time tradicional como o Atlético de Madrid. Imagino também que isso seja reflexo do sucesso do seu principal rival, o Real Madrid, que deve atrair bem mais os mais jovens madrilenhos. Apesar disso, eles são bem fanáticos e reclamavam e comemoravam muito a cada lance.

Atletico de Madrid - Jogo 1

Atletico de Madrid - Jogo 2

Atletico de Madrid - Jogo 3 - Gol

Atletico de Madrid - Falcão

Atletico de Madrid - Placar

Saí um pouco antes de a partida terminar para pegar menos confusão, o que foi muito bom, já que peguei o metrô bem tranquilo e a partida já estava decidida. Apesar do estádio em si ter ficado abaixo das minhas expectativas, gostei da experiência!


Acompanhe e curta também o Wazari no Facebook



Leia também:

Madri: Informações Práticas
Uma volta por Madri
Madri: onde comer
Segóvia
Salamanca
Barcelona

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em Abril 13, 2013 in Espanha, Madri

 

Etiquetas: , , ,

Madri: Onde comer

A Espanha é um país maravilhoso para se comer, já que são muitas as opções. Você pode comer os pratos típicos, como uma paella ou um cochinillo, mas também não pode deixar de experimentar as famosas tapas. Tem opção para todos os gostos, desde restaurantes mais tradicionais, até bares e fast foods diferenciados. Como Madri é uma cidade super ativa, você encontra um bom local para comer a qualquer hora do dia e da noite, não correndo o risco de passar fome. Vou contar aqui algumas experiências que tivemos na cidade, sendo algumas altamente recomendadas.

Mercado de San Miguel


Ele fica bem ao lado da Plaza Mayor, mas não é um mercado comum. Ao contrário dos mercados tradicionais que estamos acostumados a ver em outras cidades, com barracas de peixes e frutas antigas e normalmente sujas, o Mercado de San Miguel é atualmente um local requintado e com barracas vendendo produtos de primeira linha. Ele ficou fechado para reformas nos últimos anos e foi totalmente renovado. A nova arquitetura ficou linda e de extremo bom gosto, criando um ambiente bem chique e agradável.


Além das barracas tradicionais, o que eu achei mais bacana é que vários stands são na verdade bares com produtos altamente requintados e gostosos. A especialidade são as tapas, que podem ser dos mais diversos tipos. As que eu mais gostei foram as de bacalhau e polvo e o legal é provar as tapas de diversas barracas, já que cada uma tem suas receitas. Além das tapas deliciosas, o chopp e vinhos também são bons. Não preciso nem dizer que o local ferve todas as noites na hora do happy hour e é até difícil arranjar um espaço no balcão, mas vale muito a pena, pois é tudo muito bom. Você pode passar lá só para fazer uma boquinha, ou até mesmo para substituir o seu jantar, que estará bem servido. Recomendo!



Cervecería 100 Montaditos


Seguindo uma dica da Mari Campos, do excelente blog Pelo Mundo, fomos conhecer a ótima Cervecería 100 Montaditos. Eles possuem filiais espalhadas por toda a Espanha, portanto você esbarrará por vários bares no centro de Madrid. O ambiente é bem descontraído, com mesas pequenas e com um ar antigo, lembrando muito o estilo dos botecos cariocas.


Como o preço é muito camarada, não tem garçom e você é que tem fazer o pedido e buscar tudo depois. O esquema é bem bolado, pois você pega um formulário no balcão e escolhe entre os 100 diferentes tipos de montaditos, que são na verdade mini sanduíches de baguete com os mais diversos recheios. Tem desde os básicos com queijo e jamón, até os mais incrementados, com salmão e bacalhau. São todos uma delícia!


É só levar o formulário para o caixa, pagar e esperar o seu pedido, que normalmente chega bem rápido. Se não bastassem serem gostosos, ainda são baratos e custam entre €1 e €1,50 cada. Qualquer porção de montaditos vem acompanhada de batatas chips no meio para dar uma incrementada, mas essas também são vendidas em porções maiores a parte. Além disso, na compra de qualquer montadito, você ainda ganha o direito de comprar uma caneca grande de chopp por apenas €1, que, convenhamos, é muito barato! Gostamos tanto, que fomos 3 vezes, sendo que uma vez na estação de trem de Salamanca, mas isso é assunto para outro post.

Restaurante Puerto Rico (Calle Chinchilla, 2)


Esse restaurante tradicional é uma dica da querida Carmem, que acabei conhecendo pelo post da Mari Campos (Mais uma vez!!! :-)). Ele fica bem no centro em uma rua escondidinha, o que garante uma clientela basicamente local em uma das regiões mais turísticas da cidade. Isso por si só já é uma das grandes vantagens desse restaurante! O local é simples e pequeno e a comida é boa e barata. O cardápio também é simples e não tem nenhum prato requintado ou gourmet, mas tudo é muito gostoso e farto. Não deixe de experimentar a excelente tortilla de entrada, que é um prato tipicamente espanhol!

Tortilla



Restaurante Cuidad de Tui (Calle Montera, 22)


Esse restaurante ficava bem próximo ao nosso hotel e entramos por acaso, pois estávamos querendo provar uma paella e gostamos do visual dos pratos dos outros clientes. É, eu sei que é feio ficar olhando os pratos dos outros, mas não conta pra ninguém! :-) O ambiente é gostoso e você pode escolher entre uma mesa no salão ou na rua, desde que tenha vaga. O atendimento é simpático e o preço é justo. Eu provei uma paella, que estava gostosa, sendo que os outros pratos também estavam bons. Eu gostei pelo custo-benefício e proximidade com o hotel, mas não espere nada de excepcional.



Museo del Jamón


Outro local tradicional para se comer umas tapas é o Museo del Jamón, que até já virou um ponto turístico. Nós não comemos lá, mas demos uma passadinha para observar o movimento e tirar umas fotos. Estava bastante animado e as comidas estavam com uma cara ótima!



Chocolatería San Ginés (Pasadizo de San Ginés, 5)


Para encerrar essa comilança, nada melhor do que uma das especialidades espanholas: o churros com chocolate. Um dos mais tradicionais é o da Chocolatería San Ginés, que existe desde 1894 e fica em uma viela escondida a partir da Calle del Arenal. Ela fica aberta dia e noite, portanto você pode passar por lá após qualquer refeição, ou somente para matar a vontade a qualquer hora. O atendimento foi um pouco grosseiro e pareciam que estavam fazendo um favor em nos servir, mas posso ter dado azar. Eu achei gostoso, mas admito que esperava bem mais. Não sei se a minha expectativa era muito alta devido a fama do local, mas não achei nada de excepcional. Os churros estavam bons, mas achei o chocolate pouco consistente. De qualquer forma, fica a dica, pois é bastante elogiada e tradicional.



Leia também:

Madri: Informações Práticas
Uma volta por Madri
Segóvia
Salamanca
Barcelona

 
8 Comentários

Publicado por em Fevereiro 2, 2011 in Espanha, Madri, Restaurantes

 

Etiquetas: , ,

 
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 1.448 outros seguidores